Curso Pré-Vestibular: diferenciais do Planck

Conteúdo

Buscar o cursinho SJC que ofereça as condições mais adequadas para os processos seletivos do vestibular é fundamental. Conheça o Planck.

Quando um estudante chega no momento de buscar um curso pré-vestibular para se preparar para os processos seletivos das universidades, é imprescindível buscar a instituição que ofereça as condições mais adequadas.

Conheça os diferenciais do Planck quando a missão é preparar um aluno integralmente para realizar o seu sonho.

Estatísticas de aprovação nem sempre são melhores indicativos

Por inúmeras razões, os estudantes que vão prestar exames vestibulares buscam um cursinho para se preparar para um período que exige muita dedicação, paciência e determinação.

Esse momento é importantíssimo porque representa a hora de realizar um investimento emocional alto em expectativas de aprovação para ingressar em uma boa instituição de ensino superior. Essa escolha deve ser cuidadosa e contar com critérios bem definidos.

Porém, nem sempre é assim que acontece. Muitas vezes, os alunos buscam cursinhos apenas pelo histórico de aprovação, sem saber que nem sempre os números divulgados são de uma unidade específica, e sim de todo um sistema de ensino, que pode estar no Brasil inteiro.

Por  isso, já vale dizer que não é essa estatística que o candidato ao exame vestibular deve olhar ao buscar um cursinho.

Entenda como funciona a estatística

Vamos entender como muitas vezes vai funcionar as estatísticas de aprovação para que o estudante realize uma escolha mais consciente?

Em incontáveis vezes, os estudantes aprovados em renomados cursinhos não foram preparados previamente naquele estabelecimento onde se inscreveram. Toda a formação pedagógica deles, desde o momento que entraram na escola, já é voltada para uma aprovação após o 3o. ano do Ensino Médio. 

Há tempos, cursinhos grandes perceberam essa tendência e garantem bolsas integrais de estudo, moradia e alimentação àqueles alunos talentosos no país inteiro e que já estão praticamente com um pé dentro da universidade.

Buscar o cursinho SJC que ofereça as condições mais adequadas para os processos seletivos do vestibular é fundamental. Conheça o Planck.

Quando a aprovação acontece, a estatística acaba favorecendo aquela instituição, mas não foi apenas aquele cursinho que preparou integralmente o candidato, ele já chegou semipronto.

Vale ressaltar, que fazem parte das estatísticas de aprovação de grandes cursinhos, alunos do país inteiro que “quase passaram” em faculdades renomadas no ano anterior. Alunos, por exemplo, que já cursaram 4 anos de pré-vestibular para ingressar em uma faculdade de medicina e que já se encontram em um momento com grandes chances de serem aprovados no vestibular.  

Esses estudantes são procurados ativamente por essas instituições de ensino, com oferta de bolsas de estudos, auxílio-moradia e alimentação a fim de que componham turmas denominadas “A” e que engrossem as estatísticas de aprovação do ano seguinte.

Buscar o cursinho SJC que ofereça as condições mais adequadas para os processos seletivos do vestibular é fundamental. Conheça o Planck.

Leia também:

➡️ Vestibular sem desgaste psicológico

➡️ Ensino médio além do vestibular tradicional

Três pilares são fundamentais para a sua escolha

Para o Planck, o que faz o aluno passar em um processo seletivo após ingressar em um cursinho são 3 grandes pilares: 

– Conhecimento acadêmico que já tem e que vai adquirir até o momento das provas;

– Conhecimento dos exames que vai prestar;

– Chegar emocionalmente preparado para a bateria de provas que irá realizar.

Mas como um cursinho poderá oferecer todas essas condições que levarão a uma aprovação no vestibular? O cursinho deverá fornecer todos os recursos necessários para preparar o estudante, do ambiente agradável ao quadro de professores eficientes, que ajudarão nesse processo.

Então, para escolher,  é mais que necessário colocar na balança qual cursinho dará mais oportunidade de crescimento.

Conhecimento Acadêmico

O conhecimento acadêmico do aluno, do momento que ele entra na escola até o momento que faz a matrícula no cursinho, também terá peso em seus resultados. Mas um bom pré-vestibular vai reforçar esse conhecimento do momento em que fizer a matrícula até a hora da prova. Diversos fatores ajudam a elevar o patamar do aluno:

Ambiente agradável

Um cursinho que tenha um clima agradável, com estrutura física bem preparada, material didático rico e profissionais qualificados vai favorecer a sedimentação desses conhecimentos.

O Planck percebe que salas com menor número de alunos, claras, arejadas, com temperatura adequada e bons equipamentos fazem parte desse ambiente favorável.

Além disso, essa ambientação garante ao professor maior intimidade com a turma, possibilitando com que ele saiba se a aula foi plenamente entendida e se os alunos esclareceram os pontos necessários para os processos seletivos futuros.

Excelentes professores e coordenadores

Para que o aluno sedimente o conhecimento que ele precisa para ser bem-sucedido nas provas, bons professores também são essenciais. Esses mestres precisam ter boa didática, conhecer bem a matéria e compreender de forma efetiva todos os exames vestibulares que esse aluno vai prestar.

O Planck possui excelentes professores que estão sempre disponíveis para esclarecer as dúvidas dos alunos que, devido às salas menores, planejadas propositalmente pelo Colégio, possuem uma maior atenção individual por parte dos mestres, o que seria mais complicado se as turmas tivessem grandes quantidades de candidatos. 

Além disso, o Colégio possui uma coordenação pedagógica dedicada, que conhece cada aluno de forma individualizada, proporcionando a elaboração de um plano de estudo personalizado para cada um e verificando se o proposto está sendo cumprido. Esse acompanhamento é, sem dúvida, um fator fundamental para o sucesso do candidato.

Curso pre-vestibular diferenciais do Planck

Ter plantões de dúvida

Além de ter uma carga horária adequada para entrar em contato com todas as matérias que serão cobradas no vestibular, o cursinho que oferece muitos plantões de dúvida também deve ganhar pontos.

Um cursinho com salas menores, como o do Planck, faz com que o aluno seja bem atendido para esclarecer suas dúvidas nesses plantões. Já em cursinhos maiores, a busca pelos plantões pode ser muito concorrida e não proporciona chances plenas de o aluno se preparar da melhor forma.

Simular dá conhecimento para a prova

Fazer muitos simulados, tanto do Enem, quanto da Fuvest, Unicamp, Unesp e outras universidades específicas, também representam momentos profundos de estudo, que vão preparar muito mais o aluno para as provas, efetivamente.

Os simulados dão a oportunidade para o aluno montar uma estratégia que pode ser utilizada na prova definitiva. Ao realizá-lo, o candidato terá a noção do tempo que precisa para realizar cada questão, além de conseguir identificar as matérias que precisam de maior aprimoramento, com base nas notas que receber.

Papel da coordenação é fundamental

No aspecto muito importante de possuir um conhecimento prévio a respeito do exame que vai prestar, além dos professores que deverão ser exímios na didática daquela matéria, o segundo ponto fundamental é possuir um coordenador que apoie o candidato.

O seu papel é tirar o aluno da zona de conforto e acalmá-lo para que não se volte para o que não sabe, com o olhar de que é impossível entendê-lo. Além disso, o coordenador vai apontar o desempenho dele e vai mostrar em qual exame ele está bem, criar uma meta para o próximo simulado e até fazer um plano para que o aluno eleve a sua nota de corte.

No Colégio Planck, tudo isso é feito de forma individualizada.

Chegar emocionalmente e psicologicamente preparado

Para que o aluno chegue no vestibular com um equilíbrio emocional elevado, o trabalho no Planck é feito em conjunto entre professores e coordenação. 

A equipe de professores é muito bem preparada para dar a matéria e esclarecer dúvidas, enquanto possui o suporte da orientação educacional, que é responsável por cuidar e fornecer estratégias para que os alunos cheguem mais calmos e preparados para prestar os exames.

# Fique de olho e investigue

Qual cursinho pré-vestibular me dará mais oportunidade de crescimento no meu nível de conhecimento até o dia da prova?

 Quantos alunos um cursinho conseguiu aprovar em seu primeiro ano de cursinho?

Aquela unidade aprovou quantos alunos nos vestibulares?

Há quanto tempo aqueles alunos aprovados já estavam fazendo cursinho?

Qual cursinho me dará o atendimento integral, criando rotinas de estudo e atendimento cuidadoso para os vários momentos dessa jornada?

Conclusão

Quando o estudante tem apoio, conhece as provas, realiza diversos simulados e tem um acompanhamento cuidadoso para que ele estude exatamente o que precisa, com excelentes professores e coordenação/orientação pedagógica eficientes, ele terá chances muito maiores de ser aprovado no processo seletivo.

O estudante deve analisar todos os fatores que farão com que ele tenha melhores resultados, para não escolher por modismos ou por um índice de aprovação que não conta todos os detalhes de uma história. 

Buscar o cursinho SJC que ofereça as condições mais adequadas para os processos seletivos do vestibular é fundamental. Conheça o Planck.

Depois de escolher bem, é arregaçar as mangas e ir à luta!

O Planck pode garantir que o conhecimento do aluno do seu cursinho será indiscutivelmente maior até o dia da prova, com professores extremamente dedicados e parceiros na construção desse conhecimento, além de uma coordenação pedagógica muito mais presente e ativa que vai cuidar do pleno equilíbrio emocional dos seus candidatos.

Prof. André Guadalupe

Diretor e Cofundador do Colégio Planck

 

 

Compartilhe:

Leia também:

O Colégio Planck realizou a primeira edição do evento Summit Planck de Startup & Empreendedorismo na segunda semana do mês de novembro. No evento, foram abordados os desafios e conquistas do ano e apresentados os projetos idealizados e executados durante o período inicial presencial, em março, em em Planck Home School. Com a volta das aulas presenciais em outubro, os estudantes puderam apresentar in loco o fruto desse trabalho realizado com todos isolados em suas casas, mas unidos em suas mentes. Além disso, houve também palestra dos cases de sucesso do empresário Oscar Constantino e do executivo da Arco Educação, Bruno Veras. Abertura de evento relembra o desafio de 2020 No início do evento, o professor André Guadalupe, mentor e idealizador do projeto relembrou o desafio que chegou ao Planck após a recente inauguração do prédio novo, 70% de estudantes novos e apenas 6 semanas do início das aulas: a decretação da pandemia e a consequente suspensão posterior das aulas. Então, todos foram convidados a ir para o Planck Home School, inclusive os 17 estudantes inscritos na disciplina eletiva Startup & Empreendedorismo, que tinha contado com apenas duas aulas presenciais.  Cap da disciplina, quando essa situação ocorreu, o professor André Guadalupe revelou que não sabia exatamente como seria o desenrolar das atividades, mas sabia que essa seria, com certeza, a oportunidade de criar algo novo e diferente. Todos os inscritos se comprometeram a dar o que havia de melhor em si. O professor contou a todos os presentes no evento que os estudantes dedicaram-se e continuam a se dedicar de forma intensa às primeiras empresas de suas vidas, até mesmo nas férias. Nessa abertura,  André Guadalupe falou um pouco do que é mais importante para empreender: ter um bom propósito.  Ao  ter um significado maior para empreender, quando se entende o porquê do que está fazendo é muito mais fácil abraçar a causa e realizar o que é preciso no tempo necessário, mesmo que aconteçam erros, que serão corrigidos após a colheita dos resultados das experiências. Os ajustes precisam acontecer quantas vezes forem necessárias para chegar a um resultado de sucesso. Quais são as principais características de uma boa liderança? No evento, o professor André falou sobre parte do que é abordado na disciplina Startup & Empreendedorismo, que busca estimular o protagonismo dos estudantes com uma postura empreendedora. Para isso, revelou a importância de a empresa ter Missão, Visão e Valores, junto com o propósito que ela carrega. Citou como exemplo o próprio Colégio Planck, que está sempre em busca de trabalhar com processos, indicadores e metas que são perseguidas, além de uma constante cultura de inovação.  Para uma empresa bem-sucedida, também é necessária uma boa liderança que inclui características como serenidade para lidar com as crises, boa comunicação (isso também inclui saber ouvir), foco (saber priorizar), disciplina e capacidade de execução. Essa boa liderança também casa com as características que se busca no alumni Planck, que estão registradas nas paredes do prédio e norteiam os processos de decisão de todos os projetos pedagógicos implementados pelo colégio: ser ético, relevante, competente, autônomo e global. Na disciplina, os estudantes são estimulados a decidirem o que fazer e assumirem os riscos de suas decisões. Além disso, é incentivado que eles busquem solução de problemas, empatia, aprendizado significativo, alto desempenho, trabalho em equipe e nunca parar de aprender. Disciplina Startup e Empreendedorismo Para aprender a ter essa postura empreendedora os estudantes ampliaram os estudos, conheceram novas ferramentas, aprenderam sobre modelagem de negócios e a criar um plano de negócios para estruturar uma empresa. Os estudantes empreendedores também conheceram ferramentas e metodologias para gestão das empresas, aprenderam sobre CANVAS, SWOT, fluxo de caixa, entender funil de vendas, marketing digital, métricas SaaS, design thinking e MVP. Paralelamente, leram obras essenciais e algumas biografias de empreendedores importantes, como Elon Musk e Sam Walton, e viram alguns filmes que traziam trajetórias de sucesso. No evento, o professor André anunciou que todo esse potencial dos estudantes do Colégio será conhecido também no evento The Master, de Oxford, que é uma competição empresarial internacional para estudantes de 16 a 18 anos do Ensino Médio, para o qual o Colégio Planck foi convidado. A viagem  para Londres será em julho de 2021. Estudantes apresentam projetos para jurados No Summit foram apresentados aos jurados e público presente, as 5 startups criadas pelos estudantes (Idog, Protagonus, ISLA, Next e Ensinu). Eles tiveram alguns minutos para realizar o seu pitch e ouvir considerações dos jurados que estavam presencialmente e de forma remota no evento. O corpo de jurados foi composto por profissionais de empresas do setor de Educação, Indústria, Gestão Empresarial e Pública, Inovação, Comércio, Serviços: Prof. Ademar Celedônio (Diretor do SAS), Alexandre Barros (Diretor da Nexus), Álvaro Cruz (VP da Positivo Tecnologia), Eng. Antonio Catter, Bruno Veras (Diretor da ARCO Educação), Jeremias Rodrigues (Setor Imobiliário), Kiko Sawaya (Presidente do Desenvolve Vale), Luís Paulo Loreti (Co-fundador da Co-work), Olaviano Pereira Neto (Diretor da Startup São José - Casa do Café da PMSJC), Oscar Constantino (Presidente do Grupo Oscar Calçados), Rodrigo Sanchez (Co-fundador e Diretor de Mkt da GS2) e Wagner Luis de Souza (Presidente do Grupo Century e ValeSul Shopping) que infelizmente não pode estar presente ao evento, mas acompanhou integralmente a transmissão. Startups Idog É uma startup de manipulação e delivery de ração para pets.  A proposta é oferecer rações 100% naturais e livres de conservantes químicos, que serão entregues na casa do cliente. Protagonus Startup que atua com o complemento do ensino tradicional para preparar o jovem para o mercado de trabalho, com cursos de inteligência emocional, educação financeira, oratória, liderança, nutrição e programação. Isla Hotel Plataforma que vai permitir digitalização de dados pessoais para realizar cadastros fáceis de forma intuitiva e rápida, evitando filas de check-in e outros problemas. Next Cargo Serviço de transporte de bagagens quer oferecer conforto, praticidade e rapidez para realizar a locomoção das malas para o lugar onde for preciso. Ensinu Experiência digital para o ensino com a criação de  um aplicativo personalizado para escolas criando mais conectividade e relacionamento entre estudantes, pais e professores. Premiação Antes da apresentação dos resultados, o professor André Guadalupe ressaltou que todos foram vencedores, pelo trabalho que fizeram e pela superação de alguns estudantes, que enfrentaram a própria timidez e tiveram coragem de subir ao palco e falar para o público presente pelos jurados, time de liderança pedagógica e administrativa do Colégio Planck, professores e seus pais. Ao final, o resultado da escolha dos grupos determinou as colocações no Summit: Isla (1º lugar), Ensinu (2º lugar), Protagonus (3º lugar), Idog (4ºo lugar) e Next Cargo (5º lugar). As premiações foram cuidadosamente desenhadas para oferecer aos alunos experiências que o dinheiro não pode comprar. O prêmio para o primeiro e o segundo colocados foi uma imersão de 2 dias na sede da Plataforma de Ensino SAS em Fortaleza (CE), para conhecer os setores de Inovação, Atendimento ao Cliente, Produção Editorial e Logística. Os três primeiros colocados também vão passar um dia visitando a sede do Google em São Paulo e o Google Startup. Para as cinco startups, haverá uma imersão na sede da Arco em São Paulo, onde os grupos vão receber uma mentoria, e visitar os escritórios de negócios do Arco Educação, Nave a Vela, Pleno, SAS e Criação de Valor da unicornio Arco. O Hub de Inovação  Nexus, a Aceleradora São José Startup, a agência GS2 MKT,  a HUB Educacional e Indústria de Tecnologia Positivo também vão oferecer oportunidades de mentoria e acompanhamento para os estudantes. Ao final, houve a cerimônia de premiação e um coquetel de encerramento. Pais, professores e participantes ficaram muito emocionados com o grande potencial desses estudantes que estão na faixa de 15 anos. A grandiosidade do trabalho feito para o Summit só revela que eles podem voar muito mais alto em seus futuros.

Summit Planck 2020

O Colégio Planck realizou a primeira edição do evento Summit Planck de Startup & Empreendedorismo na segunda semana do mês de novembro. No evento, foram

Translate »