CECÍLIA TRIPICIAN

O Colégio Planck não poderia ter sido criado em uma melhor hora! Somos umas das “Famílias Fundadoras” que abraçaram integralmente a ideia do colégio em 2017. Mas este “abraço” não veio sem antes passarmos por todas as preocupações que mudanças de escola geram nos pais e nossos filhos. Essas inseguranças foram significativamente ampliadas pelo fato de 2017 ter sido o primeiro ano de funcionamento da escola. Mas não demorou muito para que nossas apreensões dessem lugar ao sentimento de “Acertei!” Acertei, pois vi o Colégio, através de suas propostas, abrir caminho para a concretização da expectativa que nós pais temos de que nossos filhos façam a diferença no mundo. O colégio se propõe a desenvolver o aluno em suas múltiplas facetas, como o lado acadêmico, o de responsabilidade, o de autonomia, assim como o lado da empatia, autoconhecimento, colaboração que são tão (ou mais importantes) do que somente o lado técnico. Também se propõe a fazer isso de uma forma individualizada. E é exatamente isso que tenho visto o Colégio fazer, tratando minha filha de uma maneira individual e se preocupando genuinamente com as suas idiossincrasias; tão próprias e exacerbadas pela adolescência! Tenho muito orgulho de fazer parte do Colégio Planck.