Alfabetização e letramento: há diferenças?

Conteúdo

Muitas pessoas confundem alfabetização e letramento, mas esses não são conceitos semelhantes, embora estejam intimamente ligados. Se quer entender mais sobre esse tema, fique neste texto até o final. O que é alfabetização e letramento? Há diferenças? Alfabetização é o processo de aprendizagem que ocorre com a capacidade de ler e escrever. Já o letramento, é um termo que vem do inglês “literacy” e significa “condição de ser letrado”, que é ter a habilidade da leitura e da escrita para uso social. Aprender a ler e escrever significa descobrir o mundo, mas para dar significado a ele ou até ressignificá-lo é preciso do letramento, que envolve muito mais do que decodificar certas simbologias linguísticas. Isso significa que nem sempre uma pessoa alfabetizada também é letrada, portanto, é possível dizer que o letramento não ocorre sem alfabetização, mas está um passo à frente. Segundo as diretrizes da BNCC (Base Nacional Curricular Comum), a alfabetização infantil deve ser realizada em 2 anos, ou seja, até no máximo o terceiro ano do ensino fundamental anos iniciais. Mas a leitura para alfabetização é realizada de uma forma, enquanto para o letramento é diferente. O letramento vai envolver um processo de aperfeiçoamento dessas capacidades ao longo das demais séries escolares para que o estudante consiga organizar sua fala, interpretar, compreender e refletir sobre os textos. Ainda assim, é possível alfabetizar letrando ao mesmo tempo. Qual é a importância da alfabetização e letramento? É muito comum pensar que as habilidades treinadas na alfabetização e letramento sejam foco apenas das disciplinas ligadas à linguagem, no entanto, serão fundamentais também na compreensão de temas de outras disciplinas, mesmo em matemática, ciências, história, geografia ou artes. Um motivo para essa afirmação é que se os estudantes não entenderem os conteúdos dos materiais didáticos, sejam de quaisquer disciplinas, podem ficar para trás em seu rendimento e desempenho. É muito comum, por exemplo, que os estudantes que têm baixo letramento manifestem muitas dificuldades com os termos complexos de ciências ou matemática, manifestando pouca capacidade de compreender e absorver certos conteúdos. Além disso, muitos desses estudantes que não são bem letrados costumam ter vocabulário pobre e textos desorganizados. Assim, fica fácil entender que saber ler e escrever é importante, mas desenvolver essas habilidades com eficácia é fundamental para o desenvolvimento acadêmico dos estudantes. A alfabetização e o letramento vão permitir que possam compreender conceitos importantes, tenham bom desempenho em provas e atinjam os marcos educacionais para um avanço pessoal e profissional. Assim, os estudantes podem buscar informações e explorar assuntos com mais profundidade. Dessa forma, passam a compreender a importância do aprendizado constante em suas vidas. Como melhorar o letramento? Um ponto importante para melhorar letramento e alfabetização é o estímulo constante da escrita e da leitura. A escrita vai desempenhar muitos papéis dentro da sala de aula e ajudar os estudantes a consolidar conceitos com suas próprias palavras, incentivando o pensamento lógico e a organização das ideias. Quando o estudante tem o hábito de ler conteúdos e escrever resumos para estudar, aprende a comunicar ideias, registrar momentos importantes e contar uma história. De forma geral, aumenta a compreensão dos conteúdos diversos. E são inúmeras as fontes disponíveis para a leitura além dos livros didáticos, como notícias em jornais, revistas, sites, etc. Os celulares colocaram um mundo ilimitado de leitura bem às mãos. Frequentar bibliotecas e descobrir novos mundos por meio da leitura de obras de ficção, fantasia, poesia e outros gêneros também é muito importante. Esse exercício de ampliação de compreensão dos textos ajuda que treinem para situações futuras, quando ainda são estudantes. Na área acadêmica, podem desenvolver habilidades para confecção de redações para processos seletivos de universidades. Posteriormente, o exercício da leitura e da escrita também vai ajudar com as vivências em seu trabalho ou até na rotina pessoal, porque sempre será necessário elaborar mensagens eficazes nos mais diversos canais de comunicação. Dicas que melhoram o exercício da leitura Planejamento da leitura, escolhendo títulos que gerem prazer; Leia diferentes tipos de texto; Procure sempre reproduzir a história de forma escrita e oral; Use os textos para melhorar a memorização e ampliar repertório; Leia e escreva com finalidades bem objetivas. Conclusão Quando um estudante tem esse hábito de ler e escrever além da sala de aula, trabalha em seu desenvolvimento pessoal e intelectual, aperfeiçoando diversas habilidades socioemocionais, como comunicação eficiente, a criatividade, pensamento crítico e científico, curiosidade, foco e organização, entre outros. No Colégio Planck, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e o alto desempenho são os dois pilares do projeto pedagógico. Dentro deles, o letramento é constante para proporcionar mais refinamento acadêmico para prepará-los para as exigências mercadológicas e da própria vida pessoal.

Muitas pessoas confundem alfabetização e letramento, mas esses não são conceitos semelhantes, embora estejam intimamente ligados.

Se quer entender mais sobre esse tema, fique neste texto até o final.

O que é alfabetização e letramento? Quais as diferenças?

Alfabetização é o processo de aprendizagem que ocorre com a capacidade de ler e escrever. Já o letramento, é um termo que vem do inglês “literacy” e significa “condição de ser letrado”, que é ter a habilidade da leitura e da escrita para uso social. 

Aprender a ler e escrever significa descobrir o mundo, mas para dar significado a ele ou até ressignificá-lo é preciso do letramento, que envolve muito mais do que decodificar certas simbologias linguísticas. Isso significa que nem sempre uma pessoa alfabetizada também é letrada, portanto,  é possível dizer que o letramento não ocorre sem alfabetização, mas está um passo à frente.

ebook ensino fundamental anos finais

Segundo as diretrizes da BNCC (Base Nacional Curricular Comum), a alfabetização infantil deve ser realizada em 2 anos, ou seja, até no máximo o terceiro ano do ensino fundamental anos iniciais. Mas a leitura para alfabetização é realizada de uma forma, enquanto para o letramento é diferente.

O letramento vai envolver um processo de aperfeiçoamento dessas capacidades ao longo das demais séries escolares para que o estudante consiga organizar sua fala, interpretar, compreender e refletir sobre os textos.

Ainda assim, é possível alfabetizar letrando ao mesmo tempo.

Muitas pessoas confundem alfabetização e letramento, mas esses não são conceitos semelhantes, embora estejam intimamente ligados. Se quer entender mais sobre esse tema, fique neste texto até o final. O que é alfabetização e letramento? Há diferenças? Alfabetização é o processo de aprendizagem que ocorre com a capacidade de ler e escrever. Já o letramento, é um termo que vem do inglês “literacy” e significa “condição de ser letrado”, que é ter a habilidade da leitura e da escrita para uso social. Aprender a ler e escrever significa descobrir o mundo, mas para dar significado a ele ou até ressignificá-lo é preciso do letramento, que envolve muito mais do que decodificar certas simbologias linguísticas. Isso significa que nem sempre uma pessoa alfabetizada também é letrada, portanto, é possível dizer que o letramento não ocorre sem alfabetização, mas está um passo à frente. Segundo as diretrizes da BNCC (Base Nacional Curricular Comum), a alfabetização infantil deve ser realizada em 2 anos, ou seja, até no máximo o terceiro ano do ensino fundamental anos iniciais. Mas a leitura para alfabetização é realizada de uma forma, enquanto para o letramento é diferente. O letramento vai envolver um processo de aperfeiçoamento dessas capacidades ao longo das demais séries escolares para que o estudante consiga organizar sua fala, interpretar, compreender e refletir sobre os textos. Ainda assim, é possível alfabetizar letrando ao mesmo tempo. Qual é a importância da alfabetização e letramento? É muito comum pensar que as habilidades treinadas na alfabetização e letramento sejam foco apenas das disciplinas ligadas à linguagem, no entanto, serão fundamentais também na compreensão de temas de outras disciplinas, mesmo em matemática, ciências, história, geografia ou artes. Um motivo para essa afirmação é que se os estudantes não entenderem os conteúdos dos materiais didáticos, sejam de quaisquer disciplinas, podem ficar para trás em seu rendimento e desempenho. É muito comum, por exemplo, que os estudantes que têm baixo letramento manifestem muitas dificuldades com os termos complexos de ciências ou matemática, manifestando pouca capacidade de compreender e absorver certos conteúdos. Além disso, muitos desses estudantes que não são bem letrados costumam ter vocabulário pobre e textos desorganizados. Assim, fica fácil entender que saber ler e escrever é importante, mas desenvolver essas habilidades com eficácia é fundamental para o desenvolvimento acadêmico dos estudantes. A alfabetização e o letramento vão permitir que possam compreender conceitos importantes, tenham bom desempenho em provas e atinjam os marcos educacionais para um avanço pessoal e profissional. Assim, os estudantes podem buscar informações e explorar assuntos com mais profundidade. Dessa forma, passam a compreender a importância do aprendizado constante em suas vidas. Como melhorar o letramento? Um ponto importante para melhorar letramento e alfabetização é o estímulo constante da escrita e da leitura. A escrita vai desempenhar muitos papéis dentro da sala de aula e ajudar os estudantes a consolidar conceitos com suas próprias palavras, incentivando o pensamento lógico e a organização das ideias. Quando o estudante tem o hábito de ler conteúdos e escrever resumos para estudar, aprende a comunicar ideias, registrar momentos importantes e contar uma história. De forma geral, aumenta a compreensão dos conteúdos diversos. E são inúmeras as fontes disponíveis para a leitura além dos livros didáticos, como notícias em jornais, revistas, sites, etc. Os celulares colocaram um mundo ilimitado de leitura bem às mãos. Frequentar bibliotecas e descobrir novos mundos por meio da leitura de obras de ficção, fantasia, poesia e outros gêneros também é muito importante. Esse exercício de ampliação de compreensão dos textos ajuda que treinem para situações futuras, quando ainda são estudantes. Na área acadêmica, podem desenvolver habilidades para confecção de redações para processos seletivos de universidades. Posteriormente, o exercício da leitura e da escrita também vai ajudar com as vivências em seu trabalho ou até na rotina pessoal, porque sempre será necessário elaborar mensagens eficazes nos mais diversos canais de comunicação. Dicas que melhoram o exercício da leitura Planejamento da leitura, escolhendo títulos que gerem prazer; Leia diferentes tipos de texto; Procure sempre reproduzir a história de forma escrita e oral; Use os textos para melhorar a memorização e ampliar repertório; Leia e escreva com finalidades bem objetivas. Conclusão Quando um estudante tem esse hábito de ler e escrever além da sala de aula, trabalha em seu desenvolvimento pessoal e intelectual, aperfeiçoando diversas habilidades socioemocionais, como comunicação eficiente, a criatividade, pensamento crítico e científico, curiosidade, foco e organização, entre outros. No Colégio Planck, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e o alto desempenho são os dois pilares do projeto pedagógico. Dentro deles, o letramento é constante para proporcionar mais refinamento acadêmico para prepará-los para as exigências mercadológicas e da própria vida pessoal.

Qual é a importância da alfabetização e letramento?

É muito comum pensar que as habilidades treinadas na alfabetização e letramento sejam foco apenas das disciplinas ligadas à linguagem, no entanto, serão fundamentais também na compreensão de temas de outras disciplinas, mesmo em matemática, ciências, história, geografia ou artes.

Um motivo para essa afirmação é que se os estudantes não entenderem os conteúdos dos materiais didáticos, sejam de quaisquer disciplinas, podem ficar para trás em seu rendimento e desempenho.

É muito comum, por exemplo, que os estudantes que têm baixo letramento manifestem muitas dificuldades com os termos complexos de ciências ou matemática, manifestando pouca capacidade de compreender e absorver certos conteúdos.

Além disso, muitos desses estudantes que não são bem letrados costumam ter vocabulário pobre e textos desorganizados. 

Assim, fica fácil entender que saber ler e escrever é importante, mas desenvolver essas habilidades com eficácia é fundamental para o desenvolvimento acadêmico dos estudantes.

A alfabetização e o letramento vão permitir que possam compreender conceitos importantes, tenham bom desempenho em provas e atinjam os marcos educacionais para um avanço pessoal e profissional.

Assim, os estudantes podem buscar informações  e explorar assuntos com mais profundidade. Dessa forma, passam a compreender a importância do aprendizado constante em suas vidas.

Muitas pessoas confundem alfabetização e letramento, mas esses não são conceitos semelhantes, embora estejam intimamente ligados. Se quer entender mais sobre esse tema, fique neste texto até o final. O que é alfabetização e letramento? Há diferenças? Alfabetização é o processo de aprendizagem que ocorre com a capacidade de ler e escrever. Já o letramento, é um termo que vem do inglês “literacy” e significa “condição de ser letrado”, que é ter a habilidade da leitura e da escrita para uso social. Aprender a ler e escrever significa descobrir o mundo, mas para dar significado a ele ou até ressignificá-lo é preciso do letramento, que envolve muito mais do que decodificar certas simbologias linguísticas. Isso significa que nem sempre uma pessoa alfabetizada também é letrada, portanto, é possível dizer que o letramento não ocorre sem alfabetização, mas está um passo à frente. Segundo as diretrizes da BNCC (Base Nacional Curricular Comum), a alfabetização infantil deve ser realizada em 2 anos, ou seja, até no máximo o terceiro ano do ensino fundamental anos iniciais. Mas a leitura para alfabetização é realizada de uma forma, enquanto para o letramento é diferente. O letramento vai envolver um processo de aperfeiçoamento dessas capacidades ao longo das demais séries escolares para que o estudante consiga organizar sua fala, interpretar, compreender e refletir sobre os textos. Ainda assim, é possível alfabetizar letrando ao mesmo tempo. Qual é a importância da alfabetização e letramento? É muito comum pensar que as habilidades treinadas na alfabetização e letramento sejam foco apenas das disciplinas ligadas à linguagem, no entanto, serão fundamentais também na compreensão de temas de outras disciplinas, mesmo em matemática, ciências, história, geografia ou artes. Um motivo para essa afirmação é que se os estudantes não entenderem os conteúdos dos materiais didáticos, sejam de quaisquer disciplinas, podem ficar para trás em seu rendimento e desempenho. É muito comum, por exemplo, que os estudantes que têm baixo letramento manifestem muitas dificuldades com os termos complexos de ciências ou matemática, manifestando pouca capacidade de compreender e absorver certos conteúdos. Além disso, muitos desses estudantes que não são bem letrados costumam ter vocabulário pobre e textos desorganizados. Assim, fica fácil entender que saber ler e escrever é importante, mas desenvolver essas habilidades com eficácia é fundamental para o desenvolvimento acadêmico dos estudantes. A alfabetização e o letramento vão permitir que possam compreender conceitos importantes, tenham bom desempenho em provas e atinjam os marcos educacionais para um avanço pessoal e profissional. Assim, os estudantes podem buscar informações e explorar assuntos com mais profundidade. Dessa forma, passam a compreender a importância do aprendizado constante em suas vidas. Como melhorar o letramento? Um ponto importante para melhorar letramento e alfabetização é o estímulo constante da escrita e da leitura. A escrita vai desempenhar muitos papéis dentro da sala de aula e ajudar os estudantes a consolidar conceitos com suas próprias palavras, incentivando o pensamento lógico e a organização das ideias. Quando o estudante tem o hábito de ler conteúdos e escrever resumos para estudar, aprende a comunicar ideias, registrar momentos importantes e contar uma história. De forma geral, aumenta a compreensão dos conteúdos diversos. E são inúmeras as fontes disponíveis para a leitura além dos livros didáticos, como notícias em jornais, revistas, sites, etc. Os celulares colocaram um mundo ilimitado de leitura bem às mãos. Frequentar bibliotecas e descobrir novos mundos por meio da leitura de obras de ficção, fantasia, poesia e outros gêneros também é muito importante. Esse exercício de ampliação de compreensão dos textos ajuda que treinem para situações futuras, quando ainda são estudantes. Na área acadêmica, podem desenvolver habilidades para confecção de redações para processos seletivos de universidades. Posteriormente, o exercício da leitura e da escrita também vai ajudar com as vivências em seu trabalho ou até na rotina pessoal, porque sempre será necessário elaborar mensagens eficazes nos mais diversos canais de comunicação. Dicas que melhoram o exercício da leitura Planejamento da leitura, escolhendo títulos que gerem prazer; Leia diferentes tipos de texto; Procure sempre reproduzir a história de forma escrita e oral; Use os textos para melhorar a memorização e ampliar repertório; Leia e escreva com finalidades bem objetivas. Conclusão Quando um estudante tem esse hábito de ler e escrever além da sala de aula, trabalha em seu desenvolvimento pessoal e intelectual, aperfeiçoando diversas habilidades socioemocionais, como comunicação eficiente, a criatividade, pensamento crítico e científico, curiosidade, foco e organização, entre outros. No Colégio Planck, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e o alto desempenho são os dois pilares do projeto pedagógico. Dentro deles, o letramento é constante para proporcionar mais refinamento acadêmico para prepará-los para as exigências mercadológicas e da própria vida pessoal.

Como melhorar o letramento?

Um ponto importante para melhorar letramento e alfabetização é o estímulo constante da escrita e da leitura.

A escrita vai desempenhar muitos papéis dentro da sala de aula e ajudar os estudantes a consolidar conceitos com suas próprias palavras, incentivando o pensamento lógico e a organização das ideias.

Quando o estudante tem o hábito de ler conteúdos e escrever resumos para estudar, aprende a comunicar ideias, registrar momentos importantes e contar uma história. De forma geral, aumenta a compreensão dos conteúdos diversos.

E são inúmeras as fontes disponíveis para a leitura além dos livros didáticos, como notícias em jornais, revistas, sites, etc. Os celulares colocaram um mundo ilimitado de leitura bem às mãos.

Muitas pessoas confundem alfabetização e letramento, mas esses não são conceitos semelhantes, embora estejam intimamente ligados. Se quer entender mais sobre esse tema, fique neste texto até o final. O que é alfabetização e letramento? Há diferenças? Alfabetização é o processo de aprendizagem que ocorre com a capacidade de ler e escrever. Já o letramento, é um termo que vem do inglês “literacy” e significa “condição de ser letrado”, que é ter a habilidade da leitura e da escrita para uso social. Aprender a ler e escrever significa descobrir o mundo, mas para dar significado a ele ou até ressignificá-lo é preciso do letramento, que envolve muito mais do que decodificar certas simbologias linguísticas. Isso significa que nem sempre uma pessoa alfabetizada também é letrada, portanto, é possível dizer que o letramento não ocorre sem alfabetização, mas está um passo à frente. Segundo as diretrizes da BNCC (Base Nacional Curricular Comum), a alfabetização infantil deve ser realizada em 2 anos, ou seja, até no máximo o terceiro ano do ensino fundamental anos iniciais. Mas a leitura para alfabetização é realizada de uma forma, enquanto para o letramento é diferente. O letramento vai envolver um processo de aperfeiçoamento dessas capacidades ao longo das demais séries escolares para que o estudante consiga organizar sua fala, interpretar, compreender e refletir sobre os textos. Ainda assim, é possível alfabetizar letrando ao mesmo tempo. Qual é a importância da alfabetização e letramento? É muito comum pensar que as habilidades treinadas na alfabetização e letramento sejam foco apenas das disciplinas ligadas à linguagem, no entanto, serão fundamentais também na compreensão de temas de outras disciplinas, mesmo em matemática, ciências, história, geografia ou artes. Um motivo para essa afirmação é que se os estudantes não entenderem os conteúdos dos materiais didáticos, sejam de quaisquer disciplinas, podem ficar para trás em seu rendimento e desempenho. É muito comum, por exemplo, que os estudantes que têm baixo letramento manifestem muitas dificuldades com os termos complexos de ciências ou matemática, manifestando pouca capacidade de compreender e absorver certos conteúdos. Além disso, muitos desses estudantes que não são bem letrados costumam ter vocabulário pobre e textos desorganizados. Assim, fica fácil entender que saber ler e escrever é importante, mas desenvolver essas habilidades com eficácia é fundamental para o desenvolvimento acadêmico dos estudantes. A alfabetização e o letramento vão permitir que possam compreender conceitos importantes, tenham bom desempenho em provas e atinjam os marcos educacionais para um avanço pessoal e profissional. Assim, os estudantes podem buscar informações e explorar assuntos com mais profundidade. Dessa forma, passam a compreender a importância do aprendizado constante em suas vidas. Como melhorar o letramento? Um ponto importante para melhorar letramento e alfabetização é o estímulo constante da escrita e da leitura. A escrita vai desempenhar muitos papéis dentro da sala de aula e ajudar os estudantes a consolidar conceitos com suas próprias palavras, incentivando o pensamento lógico e a organização das ideias. Quando o estudante tem o hábito de ler conteúdos e escrever resumos para estudar, aprende a comunicar ideias, registrar momentos importantes e contar uma história. De forma geral, aumenta a compreensão dos conteúdos diversos. E são inúmeras as fontes disponíveis para a leitura além dos livros didáticos, como notícias em jornais, revistas, sites, etc. Os celulares colocaram um mundo ilimitado de leitura bem às mãos. Frequentar bibliotecas e descobrir novos mundos por meio da leitura de obras de ficção, fantasia, poesia e outros gêneros também é muito importante. Esse exercício de ampliação de compreensão dos textos ajuda que treinem para situações futuras, quando ainda são estudantes. Na área acadêmica, podem desenvolver habilidades para confecção de redações para processos seletivos de universidades. Posteriormente, o exercício da leitura e da escrita também vai ajudar com as vivências em seu trabalho ou até na rotina pessoal, porque sempre será necessário elaborar mensagens eficazes nos mais diversos canais de comunicação. Dicas que melhoram o exercício da leitura Planejamento da leitura, escolhendo títulos que gerem prazer; Leia diferentes tipos de texto; Procure sempre reproduzir a história de forma escrita e oral; Use os textos para melhorar a memorização e ampliar repertório; Leia e escreva com finalidades bem objetivas. Conclusão Quando um estudante tem esse hábito de ler e escrever além da sala de aula, trabalha em seu desenvolvimento pessoal e intelectual, aperfeiçoando diversas habilidades socioemocionais, como comunicação eficiente, a criatividade, pensamento crítico e científico, curiosidade, foco e organização, entre outros. No Colégio Planck, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e o alto desempenho são os dois pilares do projeto pedagógico. Dentro deles, o letramento é constante para proporcionar mais refinamento acadêmico para prepará-los para as exigências mercadológicas e da própria vida pessoal.

Frequentar bibliotecas e descobrir novos mundos por meio da leitura de obras de ficção, fantasia, poesia e outros gêneros também é muito importante.

Esse exercício de ampliação de compreensão dos textos ajuda que treinem para situações futuras, quando ainda são estudantes. Na área acadêmica, podem desenvolver habilidades para confecção de redações para processos seletivos de universidades.

Posteriormente, o exercício da leitura e da escrita também vai ajudar com as vivências em seu trabalho ou até na rotina pessoal, porque sempre será necessário elaborar mensagens eficazes nos mais diversos canais de comunicação.

Dicas que melhoram o exercício da leitura
Planejamento da leitura, escolhendo títulos que gerem prazer;
Leia diferentes tipos de texto;
Procure sempre reproduzir a história de forma escrita e oral;
Use os textos para melhorar a memorização e ampliar repertório;
Leia e escreva com finalidades bem objetivas.

Conclusão

Quando um estudante tem esse hábito de ler e escrever além da sala de aula, trabalha em seu desenvolvimento pessoal e intelectual, aperfeiçoando diversas habilidades socioemocionais, como comunicação eficiente, a criatividade, pensamento crítico e científico, curiosidade, foco e organização, entre outros.

No Colégio Planck, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e o alto desempenho são os dois pilares do projeto pedagógico. Dentro deles, o letramento é constante para proporcionar mais refinamento acadêmico para prepará-los para as exigências mercadológicas e da própria vida pessoal.

Compartilhe:

Compartilhe:

Leia também:

O Ensino Fundamental 2 é um período de aprendizagem importante para as crianças e pré-adolescentes, pois marca sua passagem para um mundo com mais responsabilidades e deveres, que caminha junto a mudanças físicas e neurológicas. No ambiente escolar, os estudantes deparam-se com novos desafios, mas também com novas oportunidades e paixões. É neste momento que suas vozes despertam e começam a descobrir-se como pessoas.

Ensino fundamental 2: o que esperar?

O Ensino Fundamental 2 é um período de aprendizagem importante para as crianças e pré-adolescentes, pois marca sua passagem para um mundo com mais responsabilidades

Translate »