Colégio Planck e Nexus fecham parceria para estudantes da disciplina de Startup & Empreendedorismo

Conteúdo
Summit de Startup & Empreendedorismo em 2020.

Um dos objetivos do Colégio Planck, é preparar os estudantes para a vida adulta, indo muito além das disciplinas acadêmicas. Por essa razão, disciplinas e atividades extracurriculares capazes de fomentar novas competências e habilidades são disponibilizadas no período contraturno, distribuídas ao longo de 5 tardes em 38 cursos extracurriculares. Agora em período de pandemia e ensino remoto e híbrido, são 45 turmas de atividades distintas.

As possibilidades são variadas e abordam diversos núcleos do conhecimento, como o Núcleo Planck Internacional, Planck Global Program, Programa Planck de Preparação Olímpica,  Núcleo Planck de Artes, Núcleo Planck de Esportes e Núcleo Planck de Tecnologia. Na última, destacam-se as aulas de Startup & Empreendedorismo.

Conduzida pelo Cofundador e Diretor do Colégio Planck, Prof. André Guadalupe, a disciplina iniciou suas atividades no ano de 2020, com a participação de estudantes do Ensino Médio, propondo a eles a construção do Planejamento Estratégico de Empresas. Ao decorrer das aulas, o grupo inscrito aprendeu desde o conceito e metodologia de Design Thinking, Business Model Generation – Canvas, Marketing Digital, Funil de Vendas, Produção de Lead, Análise de Mercado, Matriz SWOT até a construção de suas empresas, visando a introdução da Startup criada no mercado e obtendo faturamento. As aulas acontecem regularmente com duas horas por semana, fora os horários de mentoria para cada projeto durante o processo de planejamento e estruturação.

Fundamental – Anos Finais é incluído na disciplina de Startup & Empreendedorismo

Em 2021 a disciplina foi ampliada para incluir o Ensino Fundamental – Anos Finais. Dessa forma, temos estudantes desde o 6º ano trabalhando nessa atividade. Dando continuidade aos projetos de 2020, o Grupo Planck Growth (Bath 20), atualmente utiliza das aulas para aprimorar o Planejamento Estratégico de suas empresas, enquanto os demais estudantes formam o Grupo Planck Beginners (Bath 21), que segue o plano base da disciplina e se preparam para apresentar suas empresas, através do tradicional Pitch, no dia 04 de novembro no Planck Summit 2021.

Como conta o Professor André Guadalupe, “o Summit é o evento que sinaliza o fim de um trecho da jornada da cultura empreendedora, contando com o olhar atento e crítico de um júri composto de empresários e executivos de renome e sucesso. Em 2020, o evento foi o momento para que as cinco empresas criadas ao decorrer do ano fossem apresentadas para a banca, sendo sabatinadas em relação ao seu propósito, modelo de negócio, viabilidade financeira e as possibilidades de materialização das empresas, isto é, qual tinha maior chance de se tornar uma empresa real e geradora de retornos financeiros”. Veja o vídeo sobre a 1ª Edição do Summit.

Prof. André Guadalupe – Cofundador e Diretor do Colégio Planck

O estudante da 3ª Série do Ensino Médio, Enrico Salomão, CPTO da Startup Ensinu, estruturada durante o primeiro ano da disciplina e premiada em segundo lugar no Summit Batch 20, acrescentou sua visão diante da experiência que viveu no ano passado: “o módulo de Startup foi incrível, me ensinou que empreender não é apenas abrir uma empresa e ter um CNPJ, mas ter um estilo de vida, saber ser líder, ser criativo, mais empático e, principalmente, querer melhorar e transformar o mundo”. O jovem finaliza agradecendo aos mentores, destacando a ajuda do docente André Guadalupe e o apoio que recebeu, e continua recebendo, dos educadores responsáveis pelas aulas. 

Painel Planck Startup e Empreendedorismo Batch 20 – Summit 2020.

Parceria entre Colégio Planck e Nexus Hub agrega novas possibilidades para os estudantes empreendedores do Colégio Planck.

A fim de acrescentar mais conhecimento e possibilidades de experiências às aulas de Startup & Empreendedorismo, o Colégio Planck fundou uma parceria com o Nexus Hub, uma das principais iniciativas de inovação e empreendedorismo do Vale do Paraíba, conhecida também como incubadora e aceleradora de empresas. A proposta é agregar, através desta parceria inédita, sua metodologia, do networking e das oportunidades do Nexus para os estudantes empreendedores do Colégio Planck. Devido a acessibilidade do Head do Nexus, Alexandre Barros, e sua paixão por tornar ideias em realidade, a parceria foi firmada.

Em conversa com Alexandre, o Nexus é apresentado como o Hub de Inovação do Parque Tecnológico, sendo um ambiente para conectar e, principalmente, ajudar empreendedores a transformar ideias em negócios. Para ele, essa parceria significa preparar novos empreendedores não somente para o mercado de trabalho, mas também para a vida. A experiência de planejamento de negócios será enriquecida com a metodologia do Nexus,  contribuindo para o sucesso da disciplina.

Alexandre Barros – Head do Nexus Hub de Inovação

Conheça os principais benefícios da parceria.

Seguindo três grandes pilares de vantagens, o Head do Nexus, Ale Barros, apresentou os benefícios da parceria com orgulho, são eles: “A capacidade de conectar estudantes à indivíduos já inseridos ao mundo do Startup, acelerando o desenvolvimento das empresas. O acesso ao conhecimento com workshops e temas que, normalmente, estão fora da grade curricular escolar, ampliando o aprendizado dos estudantes. E por último, a ambientação capaz de motivar os participantes, uma vez que cerca 80 Startups fazem parte do Nexus, criando uma comunidade de apoio e aconselhamento, fatores importantes para que haja economia de tempo e dinheiro.”

Além de parabenizar aos estudantes pela iniciativa empreendedora, Alexandre Barros deixou mais um recado aos participantes das eletivas de Startup & Empreendorismo: Nós acreditamos que o empreendedor é uma pessoa apta a transformar seus sonhos em realidade, ou seja, não basta você ter só a ideia, é necessário colocar em prática. […] Independentemente da geração da Startup, com certeza você já entrará no mercado de trabalho com um diferencial.”

Sendo assim, para o Grupo de Startups Planck Beginners, o Nexus dará suporte com mentorias, palestras, frames de trabalho e estratégias ao longo do ano. O Grupo de Startups Planck Growth, composto por estudantes que já estruturaram e fizeram a apresentação do Pitch de empresas no Summit 2020, está inscrito no programa Nexus Lab, o qual tem o intuito de amadurecer projetos em suas fases iniciais, e além da mentoria, as aulas regulares semanais no Planck Home School contarão com toda a metodologia do Nexus e, as Startups já existentes, serão empresas incubadas dentro do Nexus Lab.

Painel Planck Startup e Empreendedorismo Batch 20 – Summit 2020.

Aumento de inscritos na disciplina de Startup & Empreendedorismo.

Essa parceria sem dúvida é uma honra para ambos os lados, sendo capaz de mostrar o quanto o Colégio Planck quer desenvolver trabalhos inovadores com seus estudantes e o apoio do Nexus às novas ideias. Em comparação ao ano anterior, obteve-se um aumento de 60% no interesse dos estudantes pela disciplina e espera-se que a cada semestre mais estudantes juntem-se ao grupo de participantes e se interessem pela cultura empreendedora, potencializando seus conhecimentos a respeito do empreendimento de negócios tradicionais, tecnologias e na área digital.

Grupo de Startups Planck Beginners Batch 21.

Parceria com a Casa do Café.

Além disso, o Planck também está firmando uma parceria com a Casa do Café, uma iniciativa de Startup da Prefeitura de São José dos Campos, localizada no Parque da Cidade, a qual será abordada na próxima matéria, explicando detalhadamente o processo, objetivo e seus benefícios para o Colégio Planck.

Segundo Olaviano Neto, Gerente do Programa Startup São José, “a parceria da Casa do Café (Programa Startup São José) consiste no compartilhamento de experiências entre os empreendedores das Startups inseridas no Programa e os estudantes de Startup e Empreendedorismo do Colégio Planck. A parceria também visará um processo de mentoria e partilha de vivência com estes jovens no sentido de complementar os conhecimentos técnicos que serão providos pelo colégio, contribuindo para que os mesmos possam criar suas bases empreendedoras de forma integral”. 

De acordo com o Prof. André Guadalupe, “A parceria com a Nexus e a Casa do Café vai permitir aos estudantes empreendedores sair do ambiente puramente acadêmico e ir para o mundo real de desafios, oportunidades, redes de relacionamentos e conquistas. As parcerias firmadas com a Casa do Café – Prefeitura de São José dos Campos e com a Nexus Hub do Parque Tecnológico, é um importante passo do Colégio Planck na construção de jovens com postura e cultura empreendedora, com autonomia e acima de tudo, protagonistas de seus futuros”. Ainda completa o prof. André Guadalupe, um apaixonado por educação e empreendedorismo que “é uma honra e um enorme desafio vivenciar, estimular e apresentar possibilidades para os estudantes do Colégio Planck nesta linda jornada. A energia que eles têm, a vontade de fazer mais e a autogestão, autoconhecimento e autoestima, desenvolvidas pelos estudantes empreendedores são espetaculares e muito bonitos de ver e sentir. Obrigado aos estudantes, à equipe Nexus, em nome do Ale Barros, e à equipe da Casa do Café, em nome do Olaviano. Vamos em frente e o céu é o limite, com muito trabalho, estudo, determinação, ética e inovação.”

Startup São José – Casa do Café no Parque da Cidade.

Compartilhe:

Leia também:

Dicas para exercitar a memória são muito importantes para ajudar os estudantes a guardar uma imensa quantidade de informações que são parte da grade curricular de cada fase. Veja nesse texto alguns truques que vão auxiliar a reter melhor os conteúdos recebidos. Como o cérebro e a memória funcionam? A Ciência já demonstrou que o desenvolvimento cerebral das crianças e adolescentes é realizado em etapas. Na primeira infância, está mais desenvolvido o sistema límbico, que é responsável pelas emoções e impulsos, e o hipocampo, que atua na memória, que é formada pelas conexões entre as células nervosas e os neurônios, e permite armazenar informações e recuperá-las sempre que necessário para todos os processos da vida. Só com o passar da idade é que o córtex pré-frontal vai se desenvolvendo e apresentando melhores condições para possibilitar o controle das emoções, organização, planejamento, pensamento crítico, atenção, etc. Esse desenvolvimento vai ocorrer até os 25 anos. Com aproximadamente 86 bilhões de estruturas que vão captar, repassar, guardar e resgatar, o cérebro funciona como um arquivo gigantesco de informações. No entanto, o cérebro também tem um importante recurso de economia de energia e potencialização do seu uso: ele desliga áreas que não estão sendo devidamente usadas. Por isso, quanto mais estímulo a pessoa dá a uma determinada área cerebral, mais ativa ela fica, isso inclui a memória. Portanto, conhecer algumas dicas para exercitar a memória é muito importante em todas as fases da vida, inclusive, na escolar, quando os estudantes estão mergulhados em conhecimentos das diversas disciplinas, e precisam entendê-los, retê-los e recuperá-los para as provas, simulados ou exames de vestibular. Tipos de memórias Além das informações retidas relativas à temporalidade (curto e longo prazo) e a memória sensorial, que está relacionada com associação aos estímulos recebidos pelos nossos 5 sentidos, que é citada na obra “Em Busca do Tempo Perdido”, de Marcel Proust, a memória também está dividida em tipos que vão captar determinadas nuances das informações, de forma a classificar e processar as informações: Memória episódica: de longa duração, é a lembrança de acontecimentos específicos, como a refeição do dia anterior ou a recordação de outros momentos vividos no passado. Memória semântica: é o armazenamento de informações relativas ao mundo, como o significado das palavras ou datas de acontecimentos. Memória processual: também é de longa duração da memória, são aqueles conteúdos que aprendemos e nunca esquecemos, como andar de bicicleta. As fases da memória A memória de uma pessoa começa a atuar já no despertar de seu relógio biológico, quando o cérebro envia substâncias, como a adrenalina, para que ela tenha mais foco e concentração em suas tarefas na fase beta (enquanto está acordada). Esse relógio biológico vai indicar que é hora de estudar, trabalhar, se alimentar ou praticar atividades físicas. Essa memória aciona todo um ciclo de funções corporais que vão ocorrer ao longo do dia até que chegue o período noturno. Neste momento, começa a diminuir a adrenalina e o cortisol no organismo, acionando outras substâncias, como a melatonina, que indicam que é a hora do corpo repousar. Dentro desse processo corporal, a memória também terá as suas fases: Memorização Nesta fase, é necessária atenção, um estado de alerta total, para que a pessoa consiga memorizar as informações. Compreensão O estado de atenção também vai favorecer que a pessoa faça conexões para proporcionar um melhor entendimento da informação recebida. Assim, será mais fácil memorizar. Armazenamento Quando a pessoa entende o significado daquela informação, o conteúdo será retido no cérebro. Recuperação O cérebro organiza as informações de acordo com sua hierarquização. São as lembranças, que podem vir à tona a partir de estímulos diversos, como um som, um cheiro ou outras dicas que podem dar pistas daquela informação. Conheça dicas para exercitar a memória É certo que o cérebro funciona como um poderoso computador que faz milhões de conexões e ajuda no funcionamento corporal. Porém, às vezes, parece que a memória dele falha, e nem todos os conteúdos são rememorados com facilidade. Onde foi parar todas aquelas informações das aulas de matemática e biologia do dia anterior? E quem eram mesmo aqueles personagens do livro que você leu e foi indicado para o vestibular? Essa “perda” das informações também é comum para o cérebro, por isso, as dicas para exercitar a memória são importantes para fazer uma “atualização” do nosso sistema interno. Para consolidar a memória é sempre necessário um treino do que foi aprendido, para que o conteúdo não caia na memória de curto prazo. Treinar o cérebro constantemente vai ajudar a evitar essas falhas em sua memória, é como se fosse uma espécie de ginástica cerebral. Conheça alguns truques para treinar a sua memória, alguns desses são dicas que estão no livro “Técnicas de Estudo para Adolescentes”, de Antonio Gonzáles (Editora Vozes): Ative sua memória Abra mão de certos facilitadores, como agendas de celular ou blocos de notas, e tente sempre memorizar números de telefone, senhas, listas, datas ou lembretes de eventos. Associe informações com imagens Muitos estudantes são mais visuais e precisam associar os conteúdos a imagens ou símbolos para facilitar a memorização. Faça cálculos mentais Ao longo do dia faça operações aritméticas simples, somando as placas dos veículos, números de telefones em placas ou os números dos prédios e casas onde passar. Dê atenção aos detalhes Quando damos atenção a um assunto atribuímos importância a ele. Então, foque no tema, capture os detalhes e assim a memorização será facilitada. Invista em jogos de memorização Fazer quebra-cabeças ou jogos de memória vão ajudar muito nessa ginástica cerebral. As pessoas também podem investir em palavras cruzadas, Sudoku, dominó ou até jogos de cartas. Além disso, jogar xadrez é um importante recurso para trabalhar o cérebro. Leia e repita as citações Outra dica para exercitar a memória é a leitura porque essa é uma atividade que vai ajudar a trabalhar diversas áreas cerebrais. Além disso, repetir as frases e citações de personagens históricos também é uma excelente forma de trabalhar a memória. Anote esses enunciados e trechos de obras e repita o quanto puder. Aliás, falar em voz alta para si mesmo vale para lembrar de qualquer coisa, até mesmo para lembrar onde colocou a chave de casa. Procure lembrar os detalhes do dia Quando for deitar, antes de dormir, faça uma revisão de tudo o que aconteceu no dia, tentando lembrar alguns detalhes desde o momento que acordou, como suas roupas, o que comeu, onde foi, quem encontrou ou algum outro aspecto interessante. Conclusão É importante lembrar que a emoção está ligada à formação de novas memórias, portanto, investir em processos lúdicos e divertidos, que acionam produção e interação de hormônios do bem-estar, que paralelamente intensificam a comunicação entre neurônios, também vai dar o devido estímulo cerebral aos adolescentes para consolidação da memória.

Dicas para exercitar a memória

Dicas para exercitar a memória são muito importantes para ajudar os estudantes a guardar uma imensa quantidade de informações que são parte da grade curricular

Translate »