Confira como foi o VII Congresso Crescer

Conteúdo

Promovendo diálogos enriquecedores e troca de experiências para nossos estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, 1ª, 2ª, 3ª Série do Ensino Médio e suas famílias, o VII Congresso Crescer foi realizado no último sábado (20) com nossos professores ministrando painéis de importantes temas contemporâneos. Foi uma manhã repleta de bate-papos relevantes, aproximando toda Família Planck de assuntos fundamentais para o mundo atual e, dessa forma, favorecendo a compreensão dos tópicos abordados por nossa sociedade nos dias de hoje.

Professores palestrantes e estudantes premiados.

Painéis 

As palestras foram preparadas pelos professores a partir de temas sugeridos pelos estudantes, permeando tópicos sociais, culturais e históricos em cada um dos painéis abordados. Confira um pouco sobre cada um a seguir:

  • Cultura da Paz

O tema do primeiro painel foi abordado pelos professores Bruno, Júlia e Jota, responsáveis pelas disciplinas de biologia, história e filosofia, respectivamente, e juntos abordaram a Cultura da Paz como uma solução para a realidade conturbada na qual vivemos atualmente.

A primeira pauta levantada pelo Professor Bruno trata do ponto de vista biológico: “a violência e a agressividade não fazem parte da essência do ser humano, sendo usada como uma forma de conseguir algo, afetando o comportamento e a convivência”, em seguida Prof. Jota abordou como essa essência é vista pelos diferentes conceitos da filosofia, com pensadores que nos ajudam a entender quem fomos e o que somos hoje para compreender se nosso país segue a cultura de paz.

Paz sem voz, não é paz, é medo”, afirma a Professora Júlia expondo como a visão sobre a paz muda de acordo com o meio em que estamos inseridos e, por essa razão, devemos redefinir o que a Cultura da Paz para, enfim, abordar esse conceito em nosso cotidiano. Dessa forma, redefiniremos também a noção de comunidade, valorizando a dignidade social e os direitos humanos.

Professores Jota, Júlia e Bruno durante painel sobre a “Cultura da Paz”.
  • Inteligência Artificial, do domínio à intenção

Os professores Lucas, de debates, Marluci de redação e Israel de geografia, colocaram em pauta um assunto em alta nos dias de hoje: o avanço da tecnologia, destacando a Inteligência Artificial, que mostra um novo modo de vida para a população mundial. Segundo Israel, as mudanças advindas das revoluções tecnológicas transformaram todos os setores de produção, desde a mecanização, automação e até a robotização das funções.

Diante das diversas tarefas executadas pelas inteligências artificiais, a capacidade de desenvolver materiais criativos como textos e músicas chama atenção pela forma como o conteúdo apresenta aspectos realistas, criando um alerta no cotidiano escolar, por exemplo, no seu uso em redações. Para Marluci, os estudantes podem usar a inteligência artificial como uma ferramenta para acrescentar repertório em futuras conversas e textos, e não para criar uma produção textual de maneira fácil. Afinal, os conteúdos citados pelas IA’s não têm fonte concreta, uma vez que o sistema vasculha a internet visando apenas responder ao pedido. Diante disso, Prof. Lucas alerta: “o avanço da tecnologia nos afasta, tornando nossas relações mais artificiais, isso é algo que o Chat GPT e outras tecnologias não podem substituir.

Professores Israel, Lucas e Marluci durante painel sobre “Inteligência Artificial, do domínio à intenção”.
  • A música conta nossa história

Responsáveis pelas disciplinas de língua portuguesa, história e literatura, Jorge, Júlio e Rodolfo, respectivamente, trouxeram de maneira especial o tema da musicalidade como narradora da história, da cultura dos povos e sua importância para interação social. Júlio, de seu ponto de vista historiador, abordou como os acontecimentos influenciaram a música que marca a nossa história como povo brasileiro, criando novos estilos e gêneros musicais como a mundialmente reconhecida Bossa Nova, e sua influência através do concretismo musical.

De maneira especial, os professores prepararam um cover da música “Chega de Saudade”, de João Gilberto (1959), e apresentaram mais músicas que, como essa, são consideradas parte da história brasileira por sua profundidade e ligação direta com o contexto sociopolítico em qual fora escrita. Em retrospectiva, as obras reproduzidas durante o painel também foram analisadas considerando a cultura brasileira e como elas ajudaram a incitar o sentimento de pertencimento na população, uma vez que tais canções representam a realidade social do Brasil.

Professores Júlio, Rodolfo e Jorge durante painel sobre “A música conta nossa história”.

Preparada pelos estudantes da Agência Júnior, confira matéria completa sobre o evento:

Agradecemos a todos pela presença no VII Congresso Crescer! Através desse momento, pudemos oportunizar às famílias a experiência de conhecer os ambientes do Colégio frequentados diariamente pelos seus filhos e também se divertir ao lado deles nesse sábado extraordinário! Esperamos toda a Família Planck em nossos próximos eventos.

Confira na íntegra todos os registros do VII Congresso Crescer.

Compartilhe:

Compartilhe:

Leia também:

O Ensino Fundamental 2 é um período de aprendizagem importante para as crianças e pré-adolescentes, pois marca sua passagem para um mundo com mais responsabilidades e deveres, que caminha junto a mudanças físicas e neurológicas. No ambiente escolar, os estudantes deparam-se com novos desafios, mas também com novas oportunidades e paixões. É neste momento que suas vozes despertam e começam a descobrir-se como pessoas.

Ensino fundamental 2: o que esperar?

O Ensino Fundamental 2 é um período de aprendizagem importante para as crianças e pré-adolescentes, pois marca sua passagem para um mundo com mais responsabilidades

Translate »