A importância das artes no desenvolvimento dos estudantes

Conteúdo
Não é de hoje que pesquisas comprovam que crianças que são expostas a manifestações artísticas como dança, música e teatro demonstram melhor domínio da leitura, escrita e matemática. Entenda nesse texto qual a relação do desempenho acadêmico dos estudantes com as artes e como o Colégio Planck utiliza esses recursos pedagógicos. Quais os benefícios das artes para os estudantes? Muitas vezes, parece ser até instintivo: os pais dão lápis de cor e papéis para crianças que ainda não estão nem perto da alfabetização para que elas se distraiam fazendo rabiscos coloridos. No entanto, esses rabiscos já vão começar a dar elementos ao cérebro infantil para uma futura alfabetização e noção espacial. A expressão artística começa a favorecer o aprendizado desde esse momento. No Ensino Fundamental, a Base Nacional Comum Curricular contempla a arte por meio da dança, teatro, música e artes visuais. Essas manifestações vão articular saberes que envolvem a prática de criar, ler, produzir, construir, exteriorizar e refletir por meio de seis dimensões de conhecimento: criação, crítica, experiência sensível, expressão, fruição e reflexão. Envolver os estudantes na prática dessas manifestações artísticas vai trazer inúmeros benefícios que contribuirão com a formação do indivíduo, além de contemplar, inclusive, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e proporcionar o alto desempenho. Os estudantes que praticam atividades artísticas se tornam capazes de: Desenvolver habilidades motoras, de linguagem e sociais; Desenvolver habilidades que ajudam na resolução de problemas; Melhorar a tomada de decisões e não ter medo de correr riscos; Ter mais criatividade; Desenvolver o pensamento crítico, etc. Estudos reforçam as vantagens de investir nas artes na educação Algumas pesquisas, como a reunião de 62 estudos no relatório Arts Education Partnership, já revelaram que as práticas artísticas, como a música, podem ajudar estudantes a ter mais noções de layout, perspectiva e equilíbrio, o que também ajudaria na integração com conhecimentos de outras disciplinas, como a matemática, além de melhorar a proficiência em leitura e no desenvolvimento cognitivo como um todo, porque permite a organização da escrita e também o entendimento de textos complexos, que são próprios de disciplinas como ciências, por exemplo. Outro aspecto é que a prática da música também ajudaria estudantes que estão aprendendo um segundo idioma. Mais um aspecto positivo de estimular os estudantes à prática das mais variadas manifestações artísticas é que proporcionam melhoria de saúde, afetando positivamente o humor e bem-estar, conforme a pesquisa da Frontiers in Psychology. “A arte gera um prazer desinteressado”, conforme já dizia o filósofo medieval Immanuel Kant (1724-1804). Esse prazer pode surgir na observação ou na elaboração de obras de arte dos estilos mais diversificados, seja pinturas, esculturas ou outras artes visuais, além da música, poesia, literatura e outras formas de expressão artística. Além disso, o estudo também revelou que a arte ajuda a melhorar a memória, diminuir o estresse e também permite uma melhor conexão social. Com isso, os estudantes que participam de programas de arte, ao menos semanalmente, apresentam habilidades orais, de escrita e de matemática superiores, além de um pensamento mais aprimorado na análise e resolução de problemas, com capacidade para desenvolver ideias originais próprias e inovadoras. Essas pesquisas dão base para que pais e profissionais de instituições escolares defendam a prática das artes nas mais variadas fases estudantis. Algumas vantagens de investir nas manifestações artísticas Como desperta muitas sensações e emoções, as artes, também, trazem inúmeros benefícios para o corpo e para a mente: Artes plásticas Essa é, talvez, a primeira expressão artística que muitas crianças passam a conhecer, quando os pais as convidam a desenhar ou pintar com lápis de cor. Com as artes plásticas e visuais, os estudantes são estimulados a praticar as habilidades de observação, senso crítico, criatividade, imaginação e de entendimento do mundo à sua volta. Essas capacidades aumentadas também favorecem o desenvolvimento cognitivo como um todo. Outro aspecto é que as artes plásticas ajudam na psicomotricidade e expressão de sentimentos. Os estudos também demonstram que favorecem o raciocínio sobre imagens científicas, a sofisticação na leitura e interpretação de textos. Música Ouvir música ou praticá-la, acalma, relaxa, alivia dores e estresse, e até estimula a prática de atividades físicas. Além disso, deixar certas músicas ao fundo, enquanto se estuda, também pode elevar o desempenho cognitivo e ajudar na criatividade. A música ativa a descoberta de novos caminhos e conexões cerebrais, por isso, é importante para quem está aprendendo uma nova língua. Dança Já a dança na escola como prática pedagógica, além de ajudar a manter o corpo ativo, permite a ampliação da capacidade de expressão, estimula a socialização, persistência, autoconfiança e autoestima, desenvolve a noção de espaço e equilíbrio, autoconsciência corporal, criatividade e disciplina. Artes cênicas O teatro é uma ferramenta pedagógica muito importante para o desenvolvimento dos estudantes desde o Ensino Fundamental porque também estimula o autoconhecimento e socialização, desenvolve desinibição, autoestima, autoconfiança, autonomia, motricidade, ampliação da memória e concentração, além de aperfeiçoamento da dicção e da melhoria da capacidade de comunicação. As artes no Colégio Planck Entre os núcleos de projetos especiais, o Colégio Planck oferece aos estudantes o Núcleo de Artes, que permite desenvolver e cultivar seus talentos enquanto promove reflexão, cultura e sensibilidade por meio desta linguagem de expressão, por meio das modalidades artísticas: Desenho, Pintura e Escultura; Teatro; Sapateado; Street Dance; Bateria; Piano; Guitarra; Violão; Contrabaixo; Teclado. O Núcleo Planck de Artes proporciona aos estudantes o desenvolvimento e aperfeiçoamento das habilidades sociais, trabalho em equipe, liderança e cooperação. De tempos em tempos, o Colégio realiza eventos que possibilitam que os estudantes apresentem suas conquistas artísticas.
Aula de Música Colégio Planck

Não é de hoje que pesquisas comprovam que crianças que são expostas a manifestações artísticas como dança, música e teatro demonstram melhor domínio da leitura, escrita e matemática.

Entenda nesse texto qual a relação do desempenho acadêmico dos estudantes com as artes e como o Colégio Planck utiliza esses recursos pedagógicos.

Quais os benefícios das artes para os estudantes?

Muitas vezes, parece ser até instintivo: os pais dão lápis de cor e papéis para crianças que ainda não estão nem perto da alfabetização para que elas se distraiam fazendo rabiscos coloridos. 

No entanto, esses rabiscos já vão começar a dar elementos ao cérebro infantil para uma futura alfabetização e noção espacial. A expressão artística começa a favorecer o aprendizado desde esse momento.

No Ensino Fundamental, a Base Nacional Comum Curricular contempla a arte por meio da dança, teatro, música e artes visuais. Essas manifestações vão articular saberes que  envolvem a prática de criar, ler, produzir, construir, exteriorizar e refletir por meio de seis dimensões de conhecimento: criação, crítica, experiência sensível, expressão, fruição e reflexão.

Envolver os estudantes na prática dessas manifestações artísticas vai trazer inúmeros benefícios que contribuirão com a formação do indivíduo, além de contemplar, inclusive, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e proporcionar o alto desempenho.

Os estudantes que praticam atividades artísticas se tornam capazes de:

  • Desenvolver habilidades motoras, de linguagem e sociais;
  • Desenvolver habilidades que ajudam na resolução de problemas;
  • Melhorar a tomada de decisões e não ter medo de correr riscos;
  • Ter mais criatividade;
  • Desenvolver o pensamento crítico, etc.

Leia também:

➡️ Como desenvolver a criatividade em crianças e adolescentes

Estudos reforçam as vantagens de investir nas artes na educação

Algumas pesquisas, como a reunião de 62 estudos no relatório Arts Education Partnership, já revelaram que as práticas artísticas, como a música, podem ajudar estudantes a ter mais noções de layout, perspectiva e equilíbrio, o que também ajudaria na integração com conhecimentos de outras disciplinas, como a matemática, além de melhorar a proficiência em leitura e no desenvolvimento cognitivo como um todo, porque permite a organização da escrita e também o entendimento de textos complexos, que são próprios de disciplinas como ciências, por exemplo.

Outro aspecto é que a prática da música também ajudaria estudantes que estão aprendendo um segundo idioma.

Mais um aspecto positivo de estimular os estudantes à prática das mais variadas manifestações artísticas é que proporcionam melhoria de saúde, afetando positivamente o humor e bem-estar, conforme a pesquisa da Frontiers in Psychology.

Não é de hoje que pesquisas comprovam que crianças que são expostas a manifestações artísticas como dança, música e teatro demonstram melhor domínio da leitura, escrita e matemática. Entenda nesse texto qual a relação do desempenho acadêmico dos estudantes com as artes e como o Colégio Planck utiliza esses recursos pedagógicos. Quais os benefícios das artes para os estudantes? Muitas vezes, parece ser até instintivo: os pais dão lápis de cor e papéis para crianças que ainda não estão nem perto da alfabetização para que elas se distraiam fazendo rabiscos coloridos. No entanto, esses rabiscos já vão começar a dar elementos ao cérebro infantil para uma futura alfabetização e noção espacial. A expressão artística começa a favorecer o aprendizado desde esse momento. No Ensino Fundamental, a Base Nacional Comum Curricular contempla a arte por meio da dança, teatro, música e artes visuais. Essas manifestações vão articular saberes que envolvem a prática de criar, ler, produzir, construir, exteriorizar e refletir por meio de seis dimensões de conhecimento: criação, crítica, experiência sensível, expressão, fruição e reflexão. Envolver os estudantes na prática dessas manifestações artísticas vai trazer inúmeros benefícios que contribuirão com a formação do indivíduo, além de contemplar, inclusive, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e proporcionar o alto desempenho. Os estudantes que praticam atividades artísticas se tornam capazes de: Desenvolver habilidades motoras, de linguagem e sociais; Desenvolver habilidades que ajudam na resolução de problemas; Melhorar a tomada de decisões e não ter medo de correr riscos; Ter mais criatividade; Desenvolver o pensamento crítico, etc. Estudos reforçam as vantagens de investir nas artes na educação Algumas pesquisas, como a reunião de 62 estudos no relatório Arts Education Partnership, já revelaram que as práticas artísticas, como a música, podem ajudar estudantes a ter mais noções de layout, perspectiva e equilíbrio, o que também ajudaria na integração com conhecimentos de outras disciplinas, como a matemática, além de melhorar a proficiência em leitura e no desenvolvimento cognitivo como um todo, porque permite a organização da escrita e também o entendimento de textos complexos, que são próprios de disciplinas como ciências, por exemplo. Outro aspecto é que a prática da música também ajudaria estudantes que estão aprendendo um segundo idioma. Mais um aspecto positivo de estimular os estudantes à prática das mais variadas manifestações artísticas é que proporcionam melhoria de saúde, afetando positivamente o humor e bem-estar, conforme a pesquisa da Frontiers in Psychology. “A arte gera um prazer desinteressado”, conforme já dizia o filósofo medieval Immanuel Kant (1724-1804). Esse prazer pode surgir na observação ou na elaboração de obras de arte dos estilos mais diversificados, seja pinturas, esculturas ou outras artes visuais, além da música, poesia, literatura e outras formas de expressão artística. Além disso, o estudo também revelou que a arte ajuda a melhorar a memória, diminuir o estresse e também permite uma melhor conexão social. Com isso, os estudantes que participam de programas de arte, ao menos semanalmente, apresentam habilidades orais, de escrita e de matemática superiores, além de um pensamento mais aprimorado na análise e resolução de problemas, com capacidade para desenvolver ideias originais próprias e inovadoras. Essas pesquisas dão base para que pais e profissionais de instituições escolares defendam a prática das artes nas mais variadas fases estudantis. Algumas vantagens de investir nas manifestações artísticas Como desperta muitas sensações e emoções, as artes, também, trazem inúmeros benefícios para o corpo e para a mente: Artes plásticas Essa é, talvez, a primeira expressão artística que muitas crianças passam a conhecer, quando os pais as convidam a desenhar ou pintar com lápis de cor. Com as artes plásticas e visuais, os estudantes são estimulados a praticar as habilidades de observação, senso crítico, criatividade, imaginação e de entendimento do mundo à sua volta. Essas capacidades aumentadas também favorecem o desenvolvimento cognitivo como um todo. Outro aspecto é que as artes plásticas ajudam na psicomotricidade e expressão de sentimentos. Os estudos também demonstram que favorecem o raciocínio sobre imagens científicas, a sofisticação na leitura e interpretação de textos. Música Ouvir música ou praticá-la, acalma, relaxa, alivia dores e estresse, e até estimula a prática de atividades físicas. Além disso, deixar certas músicas ao fundo, enquanto se estuda, também pode elevar o desempenho cognitivo e ajudar na criatividade. A música ativa a descoberta de novos caminhos e conexões cerebrais, por isso, é importante para quem está aprendendo uma nova língua. Dança Já a dança na escola como prática pedagógica, além de ajudar a manter o corpo ativo, permite a ampliação da capacidade de expressão, estimula a socialização, persistência, autoconfiança e autoestima, desenvolve a noção de espaço e equilíbrio, autoconsciência corporal, criatividade e disciplina. Artes cênicas O teatro é uma ferramenta pedagógica muito importante para o desenvolvimento dos estudantes desde o Ensino Fundamental porque também estimula o autoconhecimento e socialização, desenvolve desinibição, autoestima, autoconfiança, autonomia, motricidade, ampliação da memória e concentração, além de aperfeiçoamento da dicção e da melhoria da capacidade de comunicação. As artes no Colégio Planck Entre os núcleos de projetos especiais, o Colégio Planck oferece aos estudantes o Núcleo de Artes, que permite desenvolver e cultivar seus talentos enquanto promove reflexão, cultura e sensibilidade por meio desta linguagem de expressão, por meio das modalidades artísticas: Desenho, Pintura e Escultura; Teatro; Sapateado; Street Dance; Bateria; Piano; Guitarra; Violão; Contrabaixo; Teclado. O Núcleo Planck de Artes proporciona aos estudantes o desenvolvimento e aperfeiçoamento das habilidades sociais, trabalho em equipe, liderança e cooperação. De tempos em tempos, o Colégio realiza eventos que possibilitam que os estudantes apresentem suas conquistas artísticas.
Piano – Colégio Planck

“A arte gera um prazer desinteressado”, conforme já dizia o filósofo medieval Immanuel Kant (1724-1804). Esse prazer pode surgir na observação ou na elaboração de obras de arte dos estilos mais diversificados, seja pinturas, esculturas ou outras artes visuais, além da música, poesia, literatura e outras formas de expressão artística.

Além disso, o estudo também revelou que a arte ajuda a melhorar a memória, diminuir o estresse e também permite uma melhor conexão social.

Com isso, os estudantes que participam de programas de arte, ao menos semanalmente, apresentam habilidades orais, de escrita e de matemática superiores, além de um pensamento mais aprimorado na análise e resolução de problemas, com capacidade para desenvolver ideias originais próprias e inovadoras.

Essas pesquisas dão base para que pais e profissionais de instituições escolares defendam a prática das artes nas mais variadas fases estudantis.

ebook a evolução dos processos avaliativos

Algumas vantagens de investir nas manifestações artísticas

Como desperta muitas sensações e emoções, as artes, também, trazem inúmeros benefícios para o corpo e para a mente:

Artes plásticas

Essa é, talvez, a primeira expressão artística que muitas crianças passam a conhecer, quando os pais as convidam a desenhar ou pintar com lápis de cor.

Com as artes plásticas e visuais, os estudantes são estimulados a praticar as habilidades de observação, senso crítico, criatividade, imaginação e de entendimento do mundo à sua volta.

Essas capacidades aumentadas também favorecem o desenvolvimento cognitivo como um todo.

Outro aspecto é que as artes plásticas ajudam na psicomotricidade e expressão de sentimentos.

Os estudos também demonstram que favorecem o raciocínio sobre imagens científicas, a sofisticação na leitura e interpretação de textos.

A aprendizagem baseada em projetos é um dos eixos pedagógicos desenvolvidos no Colégio Planck. Os outros três são: aprendizagem colaborativa, currículo pautado no desenvolvimento da aprendizagem socioemocional e equidade.

Música

Ouvir música ou praticá-la, acalma, relaxa, alivia dores e estresse, e até estimula a prática de atividades físicas. 

Além disso, deixar certas músicas ao fundo, enquanto se estuda, também pode elevar o desempenho cognitivo e ajudar na criatividade.

A música ativa a descoberta de novos caminhos e conexões cerebrais, por isso, é importante para quem está aprendendo uma nova língua. 

Dança

Já a dança na escola como prática pedagógica, além de ajudar a manter o corpo ativo, permite a ampliação da capacidade de expressão, estimula a socialização, persistência, autoconfiança e autoestima, desenvolve a noção de espaço e equilíbrio, autoconsciência corporal, criatividade e disciplina.  

Qual estudante nunca se viu em uma correria imensa no fim do ano letivo, estudando para as últimas provas ou até mesmo para os processos seletivos para as universidades? Depois de cumpridos todos esses compromissos escolares, surge a importância das pausas, para melhorar os resultados e dar um alívio para o corpo e a mente. Vamos ver neste texto os benefícios que uma pausa pode trazer aos estudantes? Qual é a importância das pausas? As pausas são recursos importantes para melhorar a produtividade, não só durante as horas diárias de estudo, mas também em períodos mais prolongados como as férias. Diversos estudos já apontaram que o “overlearning”, que pode ser traduzido como super aprendizagem e caracterizado por um período constante de estudos de uma grande quantidade de conteúdo, pode ser uma estratégia eficaz a curto prazo, porém, não ajuda na retenção das informações por um longo prazo. Para evitar perder a memória ao estudar muito e exaurir o corpo, é importante que os estudantes façam pausas de 10 a 15 minutos, cada vez que parte para o estudo de um novo conteúdo, assim dá um descanso ao cérebro e melhora a produtividade, a retenção de conteúdo e o desempenho escolar. A explicação é que quando um estudante fica um tempo muito prolongado estudando, o cérebro faz um esforço enorme para resistir às distrações. Assim, o nível de concentração intensa a cada minuto faz o cérebro gastar uma quantidade enorme de energia e o processo acaba sendo exaustivo. Por isso, mesmo no dia a dia, é muito importante fazer pausas no estudo, que podem ser tanto na hora do almoço ou até mesmo na rotina de estudo entre as disciplinas. Cada estudante deve escolher o seu tempo de pausa, porém, é importante que, fora a hora das refeições, essas pausas não sejam mais prolongadas do que 15 minutos, para não perder o ritmo de estudo. Esses pequenos intervalos vão dando um fôlego para o cérebro até chegar o período das férias do meio ou do final do ano, que vão servir como um prazo para recuperação do corpo e da mente. Quais são os benefícios de uma pausa? O cérebro não para um segundo, conduz as funcionalidades do corpo, libera hormônios e processa informações em uma quantidade absurda. O órgão chega a consumir 20% do oxigênio de todo o corpo. Mas para quem não conhece o funcionamento cerebral, pode parecer pouco produtivo fazer essas pausas no dia a dia ou até mesmo nas férias, mas é exatamente assim que os estudantes vão ajudar o próprio córtex pré-frontal a melhorar a capacidade de concentração, pensamento lógico, resistência aos impulsos e melhorar a capacidade de processamento de informações. Vários estudos já foram realizados ao longo dos anos para comprovar os efeitos positivos das férias na saúde mental e física. Veja alguns benefícios mais importantes de tirar uns dias de descanso: Reforço de energia É comum que as pessoas se sintam exauridas ao concentrar suas energias nas tarefas ao longo do ano. Assim, as férias funcionam como um tempo para se revitalizar e voltar com energia para as atividades escolares normais, seja as regulares do ano letivo ou até mesmo o estudo para os vestibulares. Ajuda a reduzir o estresse Um tempo de férias funciona como um importante aliado para ajudar os estudantes, porque estudantes que vivem em preocupação constante podem sofrer de estresse crônico. Estudos demonstraram que um tempo para descansar e se divertir ajuda a evitar a depressão e a exaustão que podem surgir ao longo do ano a partir dos compromissos excessivos. Melhora a qualidade do sono Uma pesquisa da empresa de turismo Kuoni Travel e da instituição beneficente de saúde Nuffield Health revelou que tirar férias ajuda a melhorar em 17% a qualidade do sono. Esse resultado está ligado à diminuição do estresse. Com menos estresse, a pessoa fica menos ansiosa também, o que permite mais paz de espírito para uma boa noite de sono, sem agitos e preocupações com compromissos no dia seguinte. Dormir bem também ajuda a melhorar o funcionamento cerebral. Ajuda a memória e aumenta a criatividade Uma pausa nas atividades pode ser uma importante forma de fortalecer a memória, porque o cérebro estará mais descansado. Além disso, as férias estimulam a criatividade porque as pessoas passam a fazer atividades diferentes e até conhecer outros locais durante viagens e passeios, o que ativa as conexões cerebrais. Como ajudar a descansar o cérebro nas férias? Férias é para descansar e relaxar, mas é muito comum que os estudantes que estão com uma quantidade imensa de conteúdos para reter, tenham dificuldades em “desligar o cérebro” mesmo nas férias. É claro, que essa é só uma forma de falar, porque não é possível desligar o cérebro, mas há mecanismos para ajudar que ele encontre o modo relaxamento. Veja algumas dicas para as férias: Escolha um local calmo e tranquilo, só para não fazer nada, e até meditar; A música ativa várias áreas do cérebro, como o foco e a concentração, mas também ajuda a relaxar e sair da rotina, então, ouça as músicas que gosta só para curtir o seu momento de férias; Pratique alguma atividade física, porque ajuda a desestressar, melhora a qualidade do sono e estimula a produção de hormônios de bem-estar; Aproveite para “brincar”, com jogos de tipos diversos; Tente se desconectar das telas por um tempo; Faça alguma atividade artística relaxante, como pintar, produzir artesanato, dançar ou tocar um instrumento musical; Aproveite a natureza! Pode fazer isso em meio a uma caminhada em um parque ou até mesmo curtindo uma praia; Encontrar as pessoas que gosta apenas para bater papo descontraído, sejam seus amigos ou familiares. Conclusão O Colégio Planck tem em sua metodologia o alto desempenho como um dos seus pilares, porém, estimula que os estudantes tenham equilíbrio em suas atividades e procurem dar essa pausa durante as férias para recarregar as energias. No dia a dia, o estudante Planck conta também com a ajuda da Orientação Educacional, que oferece grande apoio para o desenvolvimento de uma rotina, de forma que as pequenas pausas também ajudem a melhorar os seus objetivos acadêmicos.

Artes cênicas

O teatro é uma ferramenta pedagógica muito importante para o desenvolvimento dos estudantes desde o Ensino Fundamental porque também estimula o autoconhecimento e socialização, desenvolve desinibição, autoestima, autoconfiança, autonomia, motricidade, ampliação da memória e concentração, além de aperfeiçoamento da dicção e da melhoria da capacidade de comunicação.

As artes no Colégio Planck

Entre os núcleos de projetos especiais, o Colégio Planck oferece aos estudantes o Núcleo de Artes, que permite desenvolver e cultivar seus talentos enquanto promove reflexão, cultura e sensibilidade por meio desta linguagem de expressão, por meio das modalidades artísticas:

  • Desenho, Pintura e Escultura;
  • Teatro;
  • Sapateado;
  • Street Dance;
  • Bateria;
  • Piano;
  • Guitarra;
  • Violão;
  • Contrabaixo;
  • Teclado.

O Núcleo Planck de Artes proporciona aos estudantes o desenvolvimento e aperfeiçoamento das habilidades sociais, trabalho em equipe, liderança e cooperação. 

De tempos em tempos, o Colégio realiza eventos que possibilitam que os estudantes apresentem suas conquistas artísticas, como o Percursos e Conquistas.

Não é de hoje que pesquisas comprovam que crianças que são expostas a manifestações artísticas como dança, música e teatro demonstram melhor domínio da leitura, escrita e matemática. Entenda nesse texto qual a relação do desempenho acadêmico dos estudantes com as artes e como o Colégio Planck utiliza esses recursos pedagógicos. Quais os benefícios das artes para os estudantes? Muitas vezes, parece ser até instintivo: os pais dão lápis de cor e papéis para crianças que ainda não estão nem perto da alfabetização para que elas se distraiam fazendo rabiscos coloridos. No entanto, esses rabiscos já vão começar a dar elementos ao cérebro infantil para uma futura alfabetização e noção espacial. A expressão artística começa a favorecer o aprendizado desde esse momento. No Ensino Fundamental, a Base Nacional Comum Curricular contempla a arte por meio da dança, teatro, música e artes visuais. Essas manifestações vão articular saberes que envolvem a prática de criar, ler, produzir, construir, exteriorizar e refletir por meio de seis dimensões de conhecimento: criação, crítica, experiência sensível, expressão, fruição e reflexão. Envolver os estudantes na prática dessas manifestações artísticas vai trazer inúmeros benefícios que contribuirão com a formação do indivíduo, além de contemplar, inclusive, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e proporcionar o alto desempenho. Os estudantes que praticam atividades artísticas se tornam capazes de: Desenvolver habilidades motoras, de linguagem e sociais; Desenvolver habilidades que ajudam na resolução de problemas; Melhorar a tomada de decisões e não ter medo de correr riscos; Ter mais criatividade; Desenvolver o pensamento crítico, etc. Estudos reforçam as vantagens de investir nas artes na educação Algumas pesquisas, como a reunião de 62 estudos no relatório Arts Education Partnership, já revelaram que as práticas artísticas, como a música, podem ajudar estudantes a ter mais noções de layout, perspectiva e equilíbrio, o que também ajudaria na integração com conhecimentos de outras disciplinas, como a matemática, além de melhorar a proficiência em leitura e no desenvolvimento cognitivo como um todo, porque permite a organização da escrita e também o entendimento de textos complexos, que são próprios de disciplinas como ciências, por exemplo. Outro aspecto é que a prática da música também ajudaria estudantes que estão aprendendo um segundo idioma. Mais um aspecto positivo de estimular os estudantes à prática das mais variadas manifestações artísticas é que proporcionam melhoria de saúde, afetando positivamente o humor e bem-estar, conforme a pesquisa da Frontiers in Psychology. “A arte gera um prazer desinteressado”, conforme já dizia o filósofo medieval Immanuel Kant (1724-1804). Esse prazer pode surgir na observação ou na elaboração de obras de arte dos estilos mais diversificados, seja pinturas, esculturas ou outras artes visuais, além da música, poesia, literatura e outras formas de expressão artística. Além disso, o estudo também revelou que a arte ajuda a melhorar a memória, diminuir o estresse e também permite uma melhor conexão social. Com isso, os estudantes que participam de programas de arte, ao menos semanalmente, apresentam habilidades orais, de escrita e de matemática superiores, além de um pensamento mais aprimorado na análise e resolução de problemas, com capacidade para desenvolver ideias originais próprias e inovadoras. Essas pesquisas dão base para que pais e profissionais de instituições escolares defendam a prática das artes nas mais variadas fases estudantis. Algumas vantagens de investir nas manifestações artísticas Como desperta muitas sensações e emoções, as artes, também, trazem inúmeros benefícios para o corpo e para a mente: Artes plásticas Essa é, talvez, a primeira expressão artística que muitas crianças passam a conhecer, quando os pais as convidam a desenhar ou pintar com lápis de cor. Com as artes plásticas e visuais, os estudantes são estimulados a praticar as habilidades de observação, senso crítico, criatividade, imaginação e de entendimento do mundo à sua volta. Essas capacidades aumentadas também favorecem o desenvolvimento cognitivo como um todo. Outro aspecto é que as artes plásticas ajudam na psicomotricidade e expressão de sentimentos. Os estudos também demonstram que favorecem o raciocínio sobre imagens científicas, a sofisticação na leitura e interpretação de textos. Música Ouvir música ou praticá-la, acalma, relaxa, alivia dores e estresse, e até estimula a prática de atividades físicas. Além disso, deixar certas músicas ao fundo, enquanto se estuda, também pode elevar o desempenho cognitivo e ajudar na criatividade. A música ativa a descoberta de novos caminhos e conexões cerebrais, por isso, é importante para quem está aprendendo uma nova língua. Dança Já a dança na escola como prática pedagógica, além de ajudar a manter o corpo ativo, permite a ampliação da capacidade de expressão, estimula a socialização, persistência, autoconfiança e autoestima, desenvolve a noção de espaço e equilíbrio, autoconsciência corporal, criatividade e disciplina. Artes cênicas O teatro é uma ferramenta pedagógica muito importante para o desenvolvimento dos estudantes desde o Ensino Fundamental porque também estimula o autoconhecimento e socialização, desenvolve desinibição, autoestima, autoconfiança, autonomia, motricidade, ampliação da memória e concentração, além de aperfeiçoamento da dicção e da melhoria da capacidade de comunicação. As artes no Colégio Planck Entre os núcleos de projetos especiais, o Colégio Planck oferece aos estudantes o Núcleo de Artes, que permite desenvolver e cultivar seus talentos enquanto promove reflexão, cultura e sensibilidade por meio desta linguagem de expressão, por meio das modalidades artísticas: Desenho, Pintura e Escultura; Teatro; Sapateado; Street Dance; Bateria; Piano; Guitarra; Violão; Contrabaixo; Teclado. O Núcleo Planck de Artes proporciona aos estudantes o desenvolvimento e aperfeiçoamento das habilidades sociais, trabalho em equipe, liderança e cooperação. De tempos em tempos, o Colégio realiza eventos que possibilitam que os estudantes apresentem suas conquistas artísticas.
Projeto de artes – Colégio Planck

Leia mais:

➡️ Aprendizagem Colaborativa: o que é e como funciona no Planck

➡️ Aprendizagem baseada em projetos para formar estudantes protagonistas

 

Clique e agende uma visita. Matrículas Planck 2024.

Compartilhe:

Compartilhe:

Leia também:

O Ensino Fundamental 2 é um período de aprendizagem importante para as crianças e pré-adolescentes, pois marca sua passagem para um mundo com mais responsabilidades e deveres, que caminha junto a mudanças físicas e neurológicas. No ambiente escolar, os estudantes deparam-se com novos desafios, mas também com novas oportunidades e paixões. É neste momento que suas vozes despertam e começam a descobrir-se como pessoas.

Ensino fundamental 2: o que esperar?

O Ensino Fundamental 2 é um período de aprendizagem importante para as crianças e pré-adolescentes, pois marca sua passagem para um mundo com mais responsabilidades

Translate »