Recuperação escolar: qual o papel dos pais nesse período?

Conteúdo

Quando os filhos ficam em recuperação em alguma disciplina, muitos pais se assustam. Esse é um momento delicado, que deve ser tratado com atenção e cuidado. Veja neste texto, o que fazer quando os filhos ficam em recuperação escolar. Primeiro passo é entender o que motivou a recuperação escolar A recuperação é uma tentativa a mais de ajudar o estudante a atingir as notas mínimas necessárias. Pode representar um grande susto para os pais e até para os jovens, porém, o foco no momento é entender o que ocorreu e o que fazer para ter melhor desempenho. Quando um estudante fica em recuperação, ele terá uma chance a mais de esclarecer as dúvidas sobre aquela disciplina com o professor, preencher a lacuna que tinha ficado no aprendizado e ainda passar por uma nova avaliação, que irá assegurar que ele cumpriu o mínimo que estava sendo exigido. Portanto, não se trata só de notas. O primeiro conselho aos pais é que o momento seja visto com calma. Portanto, pensar em repreensão pode não ser a melhor atitude, já que o estudante está pressionado, estressado e inseguro pelo resultado do seu desempenho. Não é hora de deixá-lo mais desanimado. Um bom caminho para ser percorrido junto com o adolescente é entender o porquê ocorreu o baixo desempenho. O problema foi em uma disciplina especificamente ou ocorreu de forma geral? Em muitos casos, a recuperação escolar pode ter sido fruto de distrações diversas, que são próprias desse mundo digital no qual os estudantes estão tão bem inseridos e familiarizados, mas também pode ter sido uma dificuldade de aprendizagem ou até mesmo uma questão emocional. Juntos, pais, filhos e escola, devem conversar e elaborar uma estratégia. O que fazer depois que os estudantes ficaram em recuperação? A postura dos responsáveis é muito importante nesse processo, embora eles não devam imprimir castigos ou reprimir os estudantes por terem ficado em recuperação escolar, não devem negligenciar o fato. Diálogo aberto Caso o estudante tenha ficado em recuperação devido às distrações, é preciso estabelecer um diálogo aberto e tranquilo, para entender se existe uma disposição do adolescente em superar o fato. Com isso, os pais também devem reforçar a necessidade de uma postura mais responsável e de disciplina para que esse resultado não seja repetido em outros momentos da vida acadêmica. Além disso, se o estudante ficou em recuperação por outras questões emocionais, em primeiro lugar, os pais devem acolher e compreender os sentimentos dele e até buscar ajuda profissional para resolução dessas questões. Nova rotina de estudos Mas, seja porque o estudante se distraiu, teve problemas emocionais ou de aprendizagem, uma nova rotina de estudos deve ser estipulada, com novo foco e objetivo. Assim, é importante mapear as disciplinas nas quais ele ficou em recuperação e concentrar os esforços nelas. Buscar novos métodos para reter o conteúdo O adolescente pode investir em novos métodos de estudo, como fazer resumos, para fixar o conteúdo. Outra dica é que ele trabalhe em resoluções de questões da disciplina específica, por exemplo, tentando resolver tópicos de provas anteriores. Dessa forma, ele cria bagagem com os exercícios e ainda consegue captar onde estão suas dúvidas. Uma dica para manter o foco é pensar em métodos como o Pomodoro, que é um aplicativo fácil de adquirir. Com ele, o estudante fraciona tempos de 25 minutos para colocar atenção total no que está estudando, e descansa 5 minutos. Estudar com tranquilidade É importante também que o estudante tenha um local tranquilo para estudar. Evite que estejam em ambientes que pessoas conversem o tempo todo ou que favoreçam a distração. Leia mais sobre: Planejamento escolar Técnicas de Estudo Colégio Planck auxilia estudantes com projeto pedagógico O Colégio Planck está sempre atento ao desempenho dos estudantes e tem ferramentas pedagógicas para auxiliá-los a superar dificuldades. Entre esses recursos, oferece plantões de dúvidas permanente no contraturno das aulas curriculares, para dar mais suporte à aprendizagem. O objetivo do Planck é que os estudantes não tenham quaisquer problemas de aprendizagem e que atinjam sempre o alto desempenho, que é um dos pilares pedagógicos do Colégio.

Quando os filhos ficam em recuperação em alguma disciplina, muitos pais se assustam. Esse é um momento delicado, que deve ser tratado com atenção e cuidado.

Veja neste texto, o que fazer quando os filhos ficam em recuperação escolar.

Primeiro passo é entender o que motivou a recuperação escolar

A recuperação é uma tentativa a mais de ajudar o estudante a atingir as notas mínimas necessárias. Pode representar um grande susto para os pais e até para os jovens, porém, o foco no momento é entender o que ocorreu e o que fazer para ter melhor desempenho.

Quando um estudante fica em recuperação, ele terá uma chance a mais de esclarecer as dúvidas sobre aquela disciplina com o professor, preencher a lacuna que tinha ficado no aprendizado e ainda passar por uma nova avaliação, que irá assegurar que ele cumpriu o mínimo que estava sendo exigido. Portanto, não se trata só de notas.

O primeiro conselho aos pais é que o momento seja visto com calma. Portanto, pensar em repreensão pode não ser a melhor atitude, já que o estudante está pressionado, estressado e inseguro pelo resultado do seu desempenho. Não é hora de deixá-lo mais desanimado.

Um bom caminho para ser percorrido junto com o adolescente é entender o porquê ocorreu o baixo desempenho. O problema foi em uma disciplina especificamente ou ocorreu de forma geral? 

Em muitos casos, a recuperação escolar pode ter sido fruto de distrações diversas, que são próprias desse mundo digital no qual os estudantes estão tão bem inseridos e familiarizados, mas também pode ter sido uma dificuldade de aprendizagem ou até mesmo uma questão emocional.

Juntos, pais, filhos e escola, devem conversar e elaborar uma estratégia.

Leia mais:

O que fazer depois que os estudantes ficaram em recuperação?

A postura dos responsáveis é muito importante nesse processo, embora eles não devam imprimir castigos ou reprimir os estudantes por terem ficado em recuperação escolar, não devem negligenciar o fato.

Ebook rotina de estudos para vestibulandos

Diálogo aberto

Caso o estudante tenha ficado em recuperação devido às distrações, é preciso estabelecer um diálogo aberto e tranquilo, para entender se existe uma disposição do adolescente em superar o fato. Com isso, os pais também devem reforçar a necessidade de uma postura mais responsável e de disciplina para que esse resultado não seja repetido em outros momentos da vida acadêmica.

Além disso, se o estudante ficou em recuperação por outras questões emocionais, em primeiro lugar, os pais devem acolher e compreender os sentimentos dele e até buscar ajuda profissional para resolução dessas questões.

Nova rotina de estudos

Mas, seja porque o estudante se distraiu, teve problemas emocionais ou de aprendizagem, uma nova rotina de estudos deve ser estipulada, com novo foco e objetivo. Assim, é importante mapear as disciplinas nas quais ele ficou em recuperação e concentrar os esforços nelas.

Quando os filhos ficam em recuperação em alguma disciplina, muitos pais se assustam. Esse é um momento delicado, que deve ser tratado com atenção e cuidado. Veja neste texto, o que fazer quando os filhos ficam em recuperação escolar. Primeiro passo é entender o que motivou a recuperação escolar A recuperação é uma tentativa a mais de ajudar o estudante a atingir as notas mínimas necessárias. Pode representar um grande susto para os pais e até para os jovens, porém, o foco no momento é entender o que ocorreu e o que fazer para ter melhor desempenho. Quando um estudante fica em recuperação, ele terá uma chance a mais de esclarecer as dúvidas sobre aquela disciplina com o professor, preencher a lacuna que tinha ficado no aprendizado e ainda passar por uma nova avaliação, que irá assegurar que ele cumpriu o mínimo que estava sendo exigido. Portanto, não se trata só de notas. O primeiro conselho aos pais é que o momento seja visto com calma. Portanto, pensar em repreensão pode não ser a melhor atitude, já que o estudante está pressionado, estressado e inseguro pelo resultado do seu desempenho. Não é hora de deixá-lo mais desanimado. Um bom caminho para ser percorrido junto com o adolescente é entender o porquê ocorreu o baixo desempenho. O problema foi em uma disciplina especificamente ou ocorreu de forma geral? Em muitos casos, a recuperação escolar pode ter sido fruto de distrações diversas, que são próprias desse mundo digital no qual os estudantes estão tão bem inseridos e familiarizados, mas também pode ter sido uma dificuldade de aprendizagem ou até mesmo uma questão emocional. Juntos, pais, filhos e escola, devem conversar e elaborar uma estratégia. O que fazer depois que os estudantes ficaram em recuperação? A postura dos responsáveis é muito importante nesse processo, embora eles não devam imprimir castigos ou reprimir os estudantes por terem ficado em recuperação escolar, não devem negligenciar o fato. Diálogo aberto Caso o estudante tenha ficado em recuperação devido às distrações, é preciso estabelecer um diálogo aberto e tranquilo, para entender se existe uma disposição do adolescente em superar o fato. Com isso, os pais também devem reforçar a necessidade de uma postura mais responsável e de disciplina para que esse resultado não seja repetido em outros momentos da vida acadêmica. Além disso, se o estudante ficou em recuperação por outras questões emocionais, em primeiro lugar, os pais devem acolher e compreender os sentimentos dele e até buscar ajuda profissional para resolução dessas questões. Nova rotina de estudos Mas, seja porque o estudante se distraiu, teve problemas emocionais ou de aprendizagem, uma nova rotina de estudos deve ser estipulada, com novo foco e objetivo. Assim, é importante mapear as disciplinas nas quais ele ficou em recuperação e concentrar os esforços nelas. Buscar novos métodos para reter o conteúdo O adolescente pode investir em novos métodos de estudo, como fazer resumos, para fixar o conteúdo. Outra dica é que ele trabalhe em resoluções de questões da disciplina específica, por exemplo, tentando resolver tópicos de provas anteriores. Dessa forma, ele cria bagagem com os exercícios e ainda consegue captar onde estão suas dúvidas. Uma dica para manter o foco é pensar em métodos como o Pomodoro, que é um aplicativo fácil de adquirir. Com ele, o estudante fraciona tempos de 25 minutos para colocar atenção total no que está estudando, e descansa 5 minutos. Estudar com tranquilidade É importante também que o estudante tenha um local tranquilo para estudar. Evite que estejam em ambientes que pessoas conversem o tempo todo ou que favoreçam a distração. Leia mais sobre: Planejamento escolar Técnicas de Estudo Colégio Planck auxilia estudantes com projeto pedagógico O Colégio Planck está sempre atento ao desempenho dos estudantes e tem ferramentas pedagógicas para auxiliá-los a superar dificuldades. Entre esses recursos, oferece plantões de dúvidas permanente no contraturno das aulas curriculares, para dar mais suporte à aprendizagem. O objetivo do Planck é que os estudantes não tenham quaisquer problemas de aprendizagem e que atinjam sempre o alto desempenho, que é um dos pilares pedagógicos do Colégio.

Buscar novos métodos para reter o conteúdo

O adolescente pode investir em novos métodos de estudo, como fazer resumos, para fixar o conteúdo. Outra dica é que ele trabalhe em resoluções de questões da disciplina específica, por exemplo, tentando resolver tópicos de provas anteriores. Dessa forma, ele cria bagagem com os exercícios e ainda consegue captar onde estão suas dúvidas.

Uma dica para manter o foco é pensar em métodos como o Pomodoro, que é um aplicativo fácil de adquirir. Com ele, o estudante fraciona tempos de 25 minutos para colocar atenção total no que está estudando, e descansa 5 minutos.

Estudar com tranquilidade 

É importante também que o estudante tenha um local tranquilo para estudar. Evite que estejam em ambientes que pessoas conversem o tempo todo ou que favoreçam a distração. 

Leia também sobre:

Quando os filhos ficam em recuperação em alguma disciplina, muitos pais se assustam. Esse é um momento delicado, que deve ser tratado com atenção e cuidado. Veja neste texto, o que fazer quando os filhos ficam em recuperação escolar. Primeiro passo é entender o que motivou a recuperação escolar A recuperação é uma tentativa a mais de ajudar o estudante a atingir as notas mínimas necessárias. Pode representar um grande susto para os pais e até para os jovens, porém, o foco no momento é entender o que ocorreu e o que fazer para ter melhor desempenho. Quando um estudante fica em recuperação, ele terá uma chance a mais de esclarecer as dúvidas sobre aquela disciplina com o professor, preencher a lacuna que tinha ficado no aprendizado e ainda passar por uma nova avaliação, que irá assegurar que ele cumpriu o mínimo que estava sendo exigido. Portanto, não se trata só de notas. O primeiro conselho aos pais é que o momento seja visto com calma. Portanto, pensar em repreensão pode não ser a melhor atitude, já que o estudante está pressionado, estressado e inseguro pelo resultado do seu desempenho. Não é hora de deixá-lo mais desanimado. Um bom caminho para ser percorrido junto com o adolescente é entender o porquê ocorreu o baixo desempenho. O problema foi em uma disciplina especificamente ou ocorreu de forma geral? Em muitos casos, a recuperação escolar pode ter sido fruto de distrações diversas, que são próprias desse mundo digital no qual os estudantes estão tão bem inseridos e familiarizados, mas também pode ter sido uma dificuldade de aprendizagem ou até mesmo uma questão emocional. Juntos, pais, filhos e escola, devem conversar e elaborar uma estratégia. O que fazer depois que os estudantes ficaram em recuperação? A postura dos responsáveis é muito importante nesse processo, embora eles não devam imprimir castigos ou reprimir os estudantes por terem ficado em recuperação escolar, não devem negligenciar o fato. Diálogo aberto Caso o estudante tenha ficado em recuperação devido às distrações, é preciso estabelecer um diálogo aberto e tranquilo, para entender se existe uma disposição do adolescente em superar o fato. Com isso, os pais também devem reforçar a necessidade de uma postura mais responsável e de disciplina para que esse resultado não seja repetido em outros momentos da vida acadêmica. Além disso, se o estudante ficou em recuperação por outras questões emocionais, em primeiro lugar, os pais devem acolher e compreender os sentimentos dele e até buscar ajuda profissional para resolução dessas questões. Nova rotina de estudos Mas, seja porque o estudante se distraiu, teve problemas emocionais ou de aprendizagem, uma nova rotina de estudos deve ser estipulada, com novo foco e objetivo. Assim, é importante mapear as disciplinas nas quais ele ficou em recuperação e concentrar os esforços nelas. Buscar novos métodos para reter o conteúdo O adolescente pode investir em novos métodos de estudo, como fazer resumos, para fixar o conteúdo. Outra dica é que ele trabalhe em resoluções de questões da disciplina específica, por exemplo, tentando resolver tópicos de provas anteriores. Dessa forma, ele cria bagagem com os exercícios e ainda consegue captar onde estão suas dúvidas. Uma dica para manter o foco é pensar em métodos como o Pomodoro, que é um aplicativo fácil de adquirir. Com ele, o estudante fraciona tempos de 25 minutos para colocar atenção total no que está estudando, e descansa 5 minutos. Estudar com tranquilidade É importante também que o estudante tenha um local tranquilo para estudar. Evite que estejam em ambientes que pessoas conversem o tempo todo ou que favoreçam a distração. Leia mais sobre: Planejamento escolar Técnicas de Estudo Colégio Planck auxilia estudantes com projeto pedagógico O Colégio Planck está sempre atento ao desempenho dos estudantes e tem ferramentas pedagógicas para auxiliá-los a superar dificuldades. Entre esses recursos, oferece plantões de dúvidas permanente no contraturno das aulas curriculares, para dar mais suporte à aprendizagem. O objetivo do Planck é que os estudantes não tenham quaisquer problemas de aprendizagem e que atinjam sempre o alto desempenho, que é um dos pilares pedagógicos do Colégio.

Colégio Planck auxilia estudantes com projeto pedagógico

O Colégio Planck está sempre atento ao desempenho dos estudantes e tem ferramentas pedagógicas para auxiliá-los a superar dificuldades.

Entre esses recursos, oferece plantões de dúvidas permanente no contraturno das aulas curriculares, para dar mais suporte à aprendizagem.

O objetivo do Planck é que os estudantes não tenham quaisquer problemas de aprendizagem e que atinjam sempre o alto desempenho, que é um dos pilares pedagógicos do Colégio.

 

Compartilhe:

Leia também:

Translate »