Desenvolvimento do estudante: o que esperar de cada série escolar

Conteúdo

A progressão do desenvolvimento acadêmico do estudante no Brasil é demarcada pelas fases escolares (ensino infantil, ensino fundamental anos iniciais e finais e ensino médio), que são compostas por séries ou anos. No ensino fundamental anos finais, os conteúdos vão sendo apresentados de acordo com a capacidade cognitiva e socioemocional de cada idade. Veja neste texto como é o desenvolvimento do estudante a cada série nesta fase. Ensino fundamental anos finais: fase de amadurecimento e descobertas O ensino fundamental anos finais é de uma imensa importância para o desenvolvimento pessoal e acadêmico dos estudantes. Envolve estudantes de 11 a 14 anos, em séries escolares que vão do 6⁰ ao 9⁰ ano. Nesta fase, começam a se desenvolver as habilidades socioemocionais que serão fundamentais para que ocorram processos bem-sucedidos em suas vidas. Em especial, essa fase é marcada pelo aperfeiçoamento da autonomia. No ensino fundamental anos finais, os educadores têm um grande papel nesse desenvolvimento, oferecendo planejamento estruturado para cada disciplina e diversas oportunidades para exercitar as habilidades socioemocionais. No entanto, o acompanhamento dos responsáveis, em parceria com o Colégio, é essencial para que os estudantes atravessem o período com mais tranquilidade e segurança. No que diz respeito ao desenvolvimento cognitivo, os estudantes irão aprender conteúdos de 4 grandes áreas de conhecimento: Linguagens (Língua Portuguesa, Artes, Educação Física e Língua Inglesa), Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas (História e Geografia). Essas disciplinas vão contribuir para o projeto de vida dos estudantes e prepará-los para a entrada no ensino médio, que trará novos desafios. Veja abaixo o que esperar de cada série: 6⁰ ano Essa ainda é uma fase transitória, na qual o estudante vai se deparar com muitas transformações acadêmicas e comportamentais. Em geral, esses estudantes começam essa fase escolar aos 11 anos, quando começam a entrar na adolescência. A partir disso, vão passar por uma mudança pessoal muito grande, que vai impactar também em seu desenvolvimento acadêmico, e isso pode causar muitas inseguranças. Nesta fase, os estudantes deixam de estudar com um único professor, e passam a ter um professor para cada disciplina. Todos os conteúdos também serão mais complexos em relação ao ensino fundamental anos iniciais. Alteram-se horários, carga horária e são exigidas novas habilidades socioemocionais, como responsabilidade, autonomia, foco e organização. Mas, em geral, eles ainda irão necessitar da ajuda dos pais para muitas atividades, como ter autogestão para acompanhar todas as disciplinas, arrumar o material correto na mochila e lembrar de estudar para várias provas. 7⁰ ano Neste período escolar, os estudantes ampliam o seu conhecimento sobre valores sociais, tecnologia, meio ambiente, etc. Além disso, essa série escolar possibilita aos estudantes o domínio da leitura, escrita e cálculos. Apesar de já ter iniciado esse processo no 6⁰ ano, é no 7⁰ que o estudante passa a ter uma melhor visão interdisciplinar e começa a desenvolver o raciocínio lógico. Em Língua Portuguesa, é nesta fase que aumenta o foco nas habilidades de ler e escrever (letramento), além dos estudos para produção textual, literatura e metalinguística. Eles aprendem a identificar estruturas de oração e estratégias de sentido. Em Matemática, equações algébricas, frações, expressões numéricas e razões e proporções fazem parte dos conteúdos abordados. Já começam a debater aspectos sociais, políticos e econômicos. 8⁰ ano Essa é uma fase na qual os estudantes começam a assumir mais responsabilidades e passam a receber conteúdos aprofundados para alguns temas que já conhecem. As habilidades de escrita e leitura já devem estar dominadas, a partir da inserção de mais conteúdos de Literatura. Também passam a utilizar estratégias de argumentos e contra-argumentos nos textos. Começam a estudar também os temas contemporâneos na área de Ciências Humanas, aprofundando, por exemplo, conceitos de território e região, e analisando a influência dos espaços geográficos em relação a diversos dados. Em todas as disciplinas, aumenta a complexidade. Além disso, os estudantes começam a fazer relação dos conteúdos aplicados em sala de aula com a vida real. 9⁰ ano Nesse último ano do ensino fundamental anos finais, o estudante começa a ser preparado para os novos desafios que vai encontrar no ensino médio, além de escolhas que vão impactar os seus futuros, a partir da aprovação nos processos seletivos. Neste aspecto, além de ter mais responsabilidade e autonomia, eles são estimulados a ter mais independência em suas decisões. Assim, o autoconhecimento ganha destaque em suas vidas. Nesta série, os estudantes também começam a ser preparados para uma mudança curricular. Assim, aumentam os trabalhos em grupos, produção de textos e uma associação maior entre os estudos e o mundo real. Por isso, aumentam também as atividades que favorecem o aprendizado de soluções para problemas da sociedade visando ampliar o amadurecimento do estudante. Conclusão O Colégio Planck tem o seu projeto pedagógico amparado em dois pilares: desenvolvimento socioemocional e alto desempenho acadêmico. Assim, oferece todos os recursos pedagógicos para que os estudantes tenham o melhor rendimento no que se refere às áreas de conhecimento, mas também, para o desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais que serão úteis em sua vida acadêmica, pessoal e profissional no futuro.

A progressão do desenvolvimento acadêmico do estudante no Brasil é demarcada pelas fases escolares (ensino infantil, ensino fundamental anos iniciais e finais e ensino médio), que são compostas por séries ou anos. 

No ensino fundamental anos finais, os conteúdos vão sendo apresentados de acordo com a capacidade cognitiva e socioemocional de cada idade.

Veja neste texto como é o desenvolvimento do estudante a cada série nesta fase.

Ensino fundamental anos finais: fase de amadurecimento e descobertas

O ensino fundamental anos finais é de uma imensa importância para o desenvolvimento pessoal e acadêmico dos estudantes. Envolve estudantes de 11 a 14 anos, em séries escolares que vão do 6⁰ ao 9⁰ ano.

Nesta fase, começam a se desenvolver as habilidades socioemocionais que serão fundamentais para que ocorram processos bem-sucedidos em suas vidas. Em especial, essa fase é marcada pelo aperfeiçoamento da autonomia.

No ensino fundamental anos finais, os educadores têm um grande papel nesse desenvolvimento, oferecendo planejamento estruturado para cada disciplina e diversas oportunidades para exercitar as habilidades socioemocionais.

No entanto, o acompanhamento dos responsáveis, em parceria com o Colégio, é essencial para que os estudantes atravessem o período com mais tranquilidade e segurança.

No que diz respeito ao desenvolvimento cognitivo, os estudantes irão aprender conteúdos de 4 grandes áreas de conhecimento: Linguagens (Língua Portuguesa, Artes, Educação Física e Língua Inglesa), Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas (História e Geografia).

Essas disciplinas vão contribuir para o projeto de vida dos estudantes e prepará-los para a entrada no ensino médio, que trará novos desafios.

ebook ensino fundamental anos finais

Veja abaixo o que esperar de cada série:

6⁰ ano

Essa ainda é uma fase transitória, na qual o desenvolvimento do estudante vai ocorrer a partir de  muitas transformações acadêmicas e comportamentais. 

Em geral, esses estudantes começam essa fase escolar aos 11 anos, quando começam a entrar na adolescência. A partir disso, vão passar por uma mudança pessoal muito grande, que vai impactar também em seu desenvolvimento acadêmico, e isso pode causar muitas inseguranças.

Nesta fase, os estudantes deixam de estudar com um único professor, e passam a ter um professor para cada disciplina. Todos os conteúdos também serão mais complexos em relação ao ensino fundamental anos iniciais. 

Alteram-se horários, carga horária e são exigidas novas habilidades socioemocionais, como responsabilidade, autonomia, foco e organização.

Mas, em geral, eles ainda irão necessitar da ajuda dos pais para muitas atividades, como ter autogestão para acompanhar todas as disciplinas, arrumar o material correto na mochila e lembrar de estudar para várias provas.

Leia também:

A progressão do desenvolvimento acadêmico do estudante no Brasil é demarcada pelas fases escolares (ensino infantil, ensino fundamental anos iniciais e finais e ensino médio), que são compostas por séries ou anos. No ensino fundamental anos finais, os conteúdos vão sendo apresentados de acordo com a capacidade cognitiva e socioemocional de cada idade. Veja neste texto como é o desenvolvimento do estudante a cada série nesta fase. Ensino fundamental anos finais: fase de amadurecimento e descobertas O ensino fundamental anos finais é de uma imensa importância para o desenvolvimento pessoal e acadêmico dos estudantes. Envolve estudantes de 11 a 14 anos, em séries escolares que vão do 6⁰ ao 9⁰ ano. Nesta fase, começam a se desenvolver as habilidades socioemocionais que serão fundamentais para que ocorram processos bem-sucedidos em suas vidas. Em especial, essa fase é marcada pelo aperfeiçoamento da autonomia. No ensino fundamental anos finais, os educadores têm um grande papel nesse desenvolvimento, oferecendo planejamento estruturado para cada disciplina e diversas oportunidades para exercitar as habilidades socioemocionais. No entanto, o acompanhamento dos responsáveis, em parceria com o Colégio, é essencial para que os estudantes atravessem o período com mais tranquilidade e segurança. No que diz respeito ao desenvolvimento cognitivo, os estudantes irão aprender conteúdos de 4 grandes áreas de conhecimento: Linguagens (Língua Portuguesa, Artes, Educação Física e Língua Inglesa), Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas (História e Geografia). Essas disciplinas vão contribuir para o projeto de vida dos estudantes e prepará-los para a entrada no ensino médio, que trará novos desafios. Veja abaixo o que esperar de cada série: 6⁰ ano Essa ainda é uma fase transitória, na qual o estudante vai se deparar com muitas transformações acadêmicas e comportamentais. Em geral, esses estudantes começam essa fase escolar aos 11 anos, quando começam a entrar na adolescência. A partir disso, vão passar por uma mudança pessoal muito grande, que vai impactar também em seu desenvolvimento acadêmico, e isso pode causar muitas inseguranças. Nesta fase, os estudantes deixam de estudar com um único professor, e passam a ter um professor para cada disciplina. Todos os conteúdos também serão mais complexos em relação ao ensino fundamental anos iniciais. Alteram-se horários, carga horária e são exigidas novas habilidades socioemocionais, como responsabilidade, autonomia, foco e organização. Mas, em geral, eles ainda irão necessitar da ajuda dos pais para muitas atividades, como ter autogestão para acompanhar todas as disciplinas, arrumar o material correto na mochila e lembrar de estudar para várias provas. 7⁰ ano Neste período escolar, os estudantes ampliam o seu conhecimento sobre valores sociais, tecnologia, meio ambiente, etc. Além disso, essa série escolar possibilita aos estudantes o domínio da leitura, escrita e cálculos. Apesar de já ter iniciado esse processo no 6⁰ ano, é no 7⁰ que o estudante passa a ter uma melhor visão interdisciplinar e começa a desenvolver o raciocínio lógico. Em Língua Portuguesa, é nesta fase que aumenta o foco nas habilidades de ler e escrever (letramento), além dos estudos para produção textual, literatura e metalinguística. Eles aprendem a identificar estruturas de oração e estratégias de sentido. Em Matemática, equações algébricas, frações, expressões numéricas e razões e proporções fazem parte dos conteúdos abordados. Já começam a debater aspectos sociais, políticos e econômicos. 8⁰ ano Essa é uma fase na qual os estudantes começam a assumir mais responsabilidades e passam a receber conteúdos aprofundados para alguns temas que já conhecem. As habilidades de escrita e leitura já devem estar dominadas, a partir da inserção de mais conteúdos de Literatura. Também passam a utilizar estratégias de argumentos e contra-argumentos nos textos. Começam a estudar também os temas contemporâneos na área de Ciências Humanas, aprofundando, por exemplo, conceitos de território e região, e analisando a influência dos espaços geográficos em relação a diversos dados. Em todas as disciplinas, aumenta a complexidade. Além disso, os estudantes começam a fazer relação dos conteúdos aplicados em sala de aula com a vida real. 9⁰ ano Nesse último ano do ensino fundamental anos finais, o estudante começa a ser preparado para os novos desafios que vai encontrar no ensino médio, além de escolhas que vão impactar os seus futuros, a partir da aprovação nos processos seletivos. Neste aspecto, além de ter mais responsabilidade e autonomia, eles são estimulados a ter mais independência em suas decisões. Assim, o autoconhecimento ganha destaque em suas vidas. Nesta série, os estudantes também começam a ser preparados para uma mudança curricular. Assim, aumentam os trabalhos em grupos, produção de textos e uma associação maior entre os estudos e o mundo real. Por isso, aumentam também as atividades que favorecem o aprendizado de soluções para problemas da sociedade visando ampliar o amadurecimento do estudante. Conclusão O Colégio Planck tem o seu projeto pedagógico amparado em dois pilares: desenvolvimento socioemocional e alto desempenho acadêmico. Assim, oferece todos os recursos pedagógicos para que os estudantes tenham o melhor rendimento no que se refere às áreas de conhecimento, mas também, para o desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais que serão úteis em sua vida acadêmica, pessoal e profissional no futuro.

7⁰ ano

Neste período escolar, os estudantes ampliam o seu conhecimento sobre valores sociais, tecnologia, meio ambiente, etc.

Além disso, essa série escolar possibilita aos estudantes o domínio da leitura, escrita e cálculos. Apesar de já ter iniciado esse processo no 6 ano, é no 7 que o estudante passa a ter uma melhor visão interdisciplinar e começa a desenvolver o raciocínio lógico.

Em Língua Portuguesa, é nesta fase que aumenta o foco nas habilidades de ler e escrever (letramento), além dos estudos para produção textual, literatura e metalinguística. Eles aprendem a identificar estruturas de oração e estratégias de sentido. 

Em Matemática, equações algébricas, frações, expressões numéricas e razões e proporções fazem parte dos conteúdos abordados. 

Dentro do previsto desenvolvimento do estudantes, eles já começam a debater aspectos sociais, políticos e econômicos.

A progressão do desenvolvimento acadêmico do estudante no Brasil é demarcada pelas fases escolares (ensino infantil, ensino fundamental anos iniciais e finais e ensino médio), que são compostas por séries ou anos. No ensino fundamental anos finais, os conteúdos vão sendo apresentados de acordo com a capacidade cognitiva e socioemocional de cada idade. Veja neste texto como é o desenvolvimento do estudante a cada série nesta fase. Ensino fundamental anos finais: fase de amadurecimento e descobertas O ensino fundamental anos finais é de uma imensa importância para o desenvolvimento pessoal e acadêmico dos estudantes. Envolve estudantes de 11 a 14 anos, em séries escolares que vão do 6⁰ ao 9⁰ ano. Nesta fase, começam a se desenvolver as habilidades socioemocionais que serão fundamentais para que ocorram processos bem-sucedidos em suas vidas. Em especial, essa fase é marcada pelo aperfeiçoamento da autonomia. No ensino fundamental anos finais, os educadores têm um grande papel nesse desenvolvimento, oferecendo planejamento estruturado para cada disciplina e diversas oportunidades para exercitar as habilidades socioemocionais. No entanto, o acompanhamento dos responsáveis, em parceria com o Colégio, é essencial para que os estudantes atravessem o período com mais tranquilidade e segurança. No que diz respeito ao desenvolvimento cognitivo, os estudantes irão aprender conteúdos de 4 grandes áreas de conhecimento: Linguagens (Língua Portuguesa, Artes, Educação Física e Língua Inglesa), Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas (História e Geografia). Essas disciplinas vão contribuir para o projeto de vida dos estudantes e prepará-los para a entrada no ensino médio, que trará novos desafios. Veja abaixo o que esperar de cada série: 6⁰ ano Essa ainda é uma fase transitória, na qual o estudante vai se deparar com muitas transformações acadêmicas e comportamentais. Em geral, esses estudantes começam essa fase escolar aos 11 anos, quando começam a entrar na adolescência. A partir disso, vão passar por uma mudança pessoal muito grande, que vai impactar também em seu desenvolvimento acadêmico, e isso pode causar muitas inseguranças. Nesta fase, os estudantes deixam de estudar com um único professor, e passam a ter um professor para cada disciplina. Todos os conteúdos também serão mais complexos em relação ao ensino fundamental anos iniciais. Alteram-se horários, carga horária e são exigidas novas habilidades socioemocionais, como responsabilidade, autonomia, foco e organização. Mas, em geral, eles ainda irão necessitar da ajuda dos pais para muitas atividades, como ter autogestão para acompanhar todas as disciplinas, arrumar o material correto na mochila e lembrar de estudar para várias provas. 7⁰ ano Neste período escolar, os estudantes ampliam o seu conhecimento sobre valores sociais, tecnologia, meio ambiente, etc. Além disso, essa série escolar possibilita aos estudantes o domínio da leitura, escrita e cálculos. Apesar de já ter iniciado esse processo no 6⁰ ano, é no 7⁰ que o estudante passa a ter uma melhor visão interdisciplinar e começa a desenvolver o raciocínio lógico. Em Língua Portuguesa, é nesta fase que aumenta o foco nas habilidades de ler e escrever (letramento), além dos estudos para produção textual, literatura e metalinguística. Eles aprendem a identificar estruturas de oração e estratégias de sentido. Em Matemática, equações algébricas, frações, expressões numéricas e razões e proporções fazem parte dos conteúdos abordados. Já começam a debater aspectos sociais, políticos e econômicos. 8⁰ ano Essa é uma fase na qual os estudantes começam a assumir mais responsabilidades e passam a receber conteúdos aprofundados para alguns temas que já conhecem. As habilidades de escrita e leitura já devem estar dominadas, a partir da inserção de mais conteúdos de Literatura. Também passam a utilizar estratégias de argumentos e contra-argumentos nos textos. Começam a estudar também os temas contemporâneos na área de Ciências Humanas, aprofundando, por exemplo, conceitos de território e região, e analisando a influência dos espaços geográficos em relação a diversos dados. Em todas as disciplinas, aumenta a complexidade. Além disso, os estudantes começam a fazer relação dos conteúdos aplicados em sala de aula com a vida real. 9⁰ ano Nesse último ano do ensino fundamental anos finais, o estudante começa a ser preparado para os novos desafios que vai encontrar no ensino médio, além de escolhas que vão impactar os seus futuros, a partir da aprovação nos processos seletivos. Neste aspecto, além de ter mais responsabilidade e autonomia, eles são estimulados a ter mais independência em suas decisões. Assim, o autoconhecimento ganha destaque em suas vidas. Nesta série, os estudantes também começam a ser preparados para uma mudança curricular. Assim, aumentam os trabalhos em grupos, produção de textos e uma associação maior entre os estudos e o mundo real. Por isso, aumentam também as atividades que favorecem o aprendizado de soluções para problemas da sociedade visando ampliar o amadurecimento do estudante. Conclusão O Colégio Planck tem o seu projeto pedagógico amparado em dois pilares: desenvolvimento socioemocional e alto desempenho acadêmico. Assim, oferece todos os recursos pedagógicos para que os estudantes tenham o melhor rendimento no que se refere às áreas de conhecimento, mas também, para o desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais que serão úteis em sua vida acadêmica, pessoal e profissional no futuro.

8⁰ ano

Essa é uma fase na qual os estudantes começam a assumir mais responsabilidades e passam a receber conteúdos aprofundados para alguns temas que já conhecem.

As habilidades de escrita e leitura já devem estar dominadas, a partir da inserção de mais conteúdos de Literatura. Também passam a utilizar estratégias de argumentos e contra-argumentos nos textos.

Começam a estudar também os temas contemporâneos na área de Ciências Humanas, aprofundando, por exemplo, conceitos de território e região, e analisando a influência dos espaços geográficos em relação a diversos dados.

Em todas as disciplinas, aumenta a complexidade. Além disso, os estudantes começam a fazer relação dos conteúdos aplicados em sala de aula com a vida real.

A progressão do desenvolvimento acadêmico do estudante no Brasil é demarcada pelas fases escolares (ensino infantil, ensino fundamental anos iniciais e finais e ensino médio), que são compostas por séries ou anos. No ensino fundamental anos finais, os conteúdos vão sendo apresentados de acordo com a capacidade cognitiva e socioemocional de cada idade. Veja neste texto como é o desenvolvimento do estudante a cada série nesta fase. Ensino fundamental anos finais: fase de amadurecimento e descobertas O ensino fundamental anos finais é de uma imensa importância para o desenvolvimento pessoal e acadêmico dos estudantes. Envolve estudantes de 11 a 14 anos, em séries escolares que vão do 6⁰ ao 9⁰ ano. Nesta fase, começam a se desenvolver as habilidades socioemocionais que serão fundamentais para que ocorram processos bem-sucedidos em suas vidas. Em especial, essa fase é marcada pelo aperfeiçoamento da autonomia. No ensino fundamental anos finais, os educadores têm um grande papel nesse desenvolvimento, oferecendo planejamento estruturado para cada disciplina e diversas oportunidades para exercitar as habilidades socioemocionais. No entanto, o acompanhamento dos responsáveis, em parceria com o Colégio, é essencial para que os estudantes atravessem o período com mais tranquilidade e segurança. No que diz respeito ao desenvolvimento cognitivo, os estudantes irão aprender conteúdos de 4 grandes áreas de conhecimento: Linguagens (Língua Portuguesa, Artes, Educação Física e Língua Inglesa), Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas (História e Geografia). Essas disciplinas vão contribuir para o projeto de vida dos estudantes e prepará-los para a entrada no ensino médio, que trará novos desafios. Veja abaixo o que esperar de cada série: 6⁰ ano Essa ainda é uma fase transitória, na qual o estudante vai se deparar com muitas transformações acadêmicas e comportamentais. Em geral, esses estudantes começam essa fase escolar aos 11 anos, quando começam a entrar na adolescência. A partir disso, vão passar por uma mudança pessoal muito grande, que vai impactar também em seu desenvolvimento acadêmico, e isso pode causar muitas inseguranças. Nesta fase, os estudantes deixam de estudar com um único professor, e passam a ter um professor para cada disciplina. Todos os conteúdos também serão mais complexos em relação ao ensino fundamental anos iniciais. Alteram-se horários, carga horária e são exigidas novas habilidades socioemocionais, como responsabilidade, autonomia, foco e organização. Mas, em geral, eles ainda irão necessitar da ajuda dos pais para muitas atividades, como ter autogestão para acompanhar todas as disciplinas, arrumar o material correto na mochila e lembrar de estudar para várias provas. 7⁰ ano Neste período escolar, os estudantes ampliam o seu conhecimento sobre valores sociais, tecnologia, meio ambiente, etc. Além disso, essa série escolar possibilita aos estudantes o domínio da leitura, escrita e cálculos. Apesar de já ter iniciado esse processo no 6⁰ ano, é no 7⁰ que o estudante passa a ter uma melhor visão interdisciplinar e começa a desenvolver o raciocínio lógico. Em Língua Portuguesa, é nesta fase que aumenta o foco nas habilidades de ler e escrever (letramento), além dos estudos para produção textual, literatura e metalinguística. Eles aprendem a identificar estruturas de oração e estratégias de sentido. Em Matemática, equações algébricas, frações, expressões numéricas e razões e proporções fazem parte dos conteúdos abordados. Já começam a debater aspectos sociais, políticos e econômicos. 8⁰ ano Essa é uma fase na qual os estudantes começam a assumir mais responsabilidades e passam a receber conteúdos aprofundados para alguns temas que já conhecem. As habilidades de escrita e leitura já devem estar dominadas, a partir da inserção de mais conteúdos de Literatura. Também passam a utilizar estratégias de argumentos e contra-argumentos nos textos. Começam a estudar também os temas contemporâneos na área de Ciências Humanas, aprofundando, por exemplo, conceitos de território e região, e analisando a influência dos espaços geográficos em relação a diversos dados. Em todas as disciplinas, aumenta a complexidade. Além disso, os estudantes começam a fazer relação dos conteúdos aplicados em sala de aula com a vida real. 9⁰ ano Nesse último ano do ensino fundamental anos finais, o estudante começa a ser preparado para os novos desafios que vai encontrar no ensino médio, além de escolhas que vão impactar os seus futuros, a partir da aprovação nos processos seletivos. Neste aspecto, além de ter mais responsabilidade e autonomia, eles são estimulados a ter mais independência em suas decisões. Assim, o autoconhecimento ganha destaque em suas vidas. Nesta série, os estudantes também começam a ser preparados para uma mudança curricular. Assim, aumentam os trabalhos em grupos, produção de textos e uma associação maior entre os estudos e o mundo real. Por isso, aumentam também as atividades que favorecem o aprendizado de soluções para problemas da sociedade visando ampliar o amadurecimento do estudante. Conclusão O Colégio Planck tem o seu projeto pedagógico amparado em dois pilares: desenvolvimento socioemocional e alto desempenho acadêmico. Assim, oferece todos os recursos pedagógicos para que os estudantes tenham o melhor rendimento no que se refere às áreas de conhecimento, mas também, para o desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais que serão úteis em sua vida acadêmica, pessoal e profissional no futuro.

9⁰ ano

Nesse último ano do ensino fundamental anos finais, o desenvolvimento do estudante ocorre a partir da preparação para os novos desafios que vai encontrar no ensino médio, além de escolhas que vão impactar os seus futuros, a partir da aprovação nos processos seletivos. 

Neste aspecto, além de ter mais responsabilidade e autonomia, eles são estimulados a ter mais independência em suas decisões. Assim, o autoconhecimento ganha destaque em suas vidas.

Nesta série, os estudantes também começam a ser preparados para uma mudança curricular. Assim, aumentam os trabalhos em grupos, produção de textos e uma associação maior entre os estudos e o mundo real.

Por isso, aumentam também as atividades que favorecem o aprendizado de soluções para problemas da sociedade visando ampliar o amadurecimento do estudante.

Leia mais:

Como o Colégio Planck promove o desenvolvimento do estudante?

O Colégio Planck tem o seu projeto pedagógico amparado em dois pilares: desenvolvimento socioemocional e alto desempenho acadêmico.

Assim, oferece todos os recursos pedagógicos para que os estudantes tenham o melhor rendimento no que se refere às áreas de conhecimento, mas também, para o desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais que serão úteis em sua vida acadêmica, pessoal e profissional no futuro. 

campanha de matrículas 2023

 

Compartilhe:

Leia também:

Translate »