PGG

Plank Global Guidance: um programa como você nunca viu nas escolas

logo Planck Global Guidance PGG
O estudante que sonha em fazer uma faculdade no exterior vai encontrar no PGG (Planck Global Guidance) um programa completo de consultoria educacional para os processos seletivos em universidades fora do país. Esse grande diferencial do Colégio Planck surgiu em 2018 de uma demanda ainda pequena de estudantes que queriam realizar estudos universitários no Exterior, mas também da  percepção que esse era um canal adequado para apresentar muito mais opções de qualidade, a um custo acessível, para graduação universitária dos estudantes do Colégio
Com o tempo, o programa cresceu e oferece hoje vantagens únicas em um colégio como:

Um cronograma progressivo, preparando nossos estudantes ao longo do ensino médio, com foco pré-estabelecido em autoconhecimento, exame de proficiência, SAT, universidades e aplicações, dando-lhe tempo para absorver e trabalhar toda a informação colocada à disposição.
Uma ‘college counsellor’ especializada e experiente, que já ajudou mais de 1500 alunos a ingressarem em universidades no exterior;
Contato com universidades de diversos países e agendamento de várias visitas às universidades, e das mesmas ao nosso colégio, para que nossos estudantes conheçam o perfil de cada instituição.

pgg application program

Suporte para Aplicação em Universidades do Exterior:

  • Desde o primeiro ano do programa, ajudamos o estudante a desenvolver sua autonomia e autoconfiança, já começando um processo de tomada de decisões. Cada um tem que fazer pesquisas e auto reflexão quanto ao local onde quer estudar, país, cidade e universidade. Além disso, é preciso expandir sua área de atuação além do acadêmico, mostrar interesses extracurriculares que somem ao seu currículo lá na frente, na hora da aplicação. Este processo começa de forma bastante holística e abstrata, e aos poucos vai se tornando mais concreto e objetivo;
  • Uma vez que as opções são afuniladas, verificamos junto com o aluno os requisitos para as universidades escolhidas. Orientamos quanto à testes de idiomas necessários e os testes padronizados de entrada, como os SATs. Os alunos fazem também um curso preparatório para o SAT, com diversos simulados e feedback;
  • O próximo passo do programa é mais concreto, quando partimos para o preenchimento dos ‘Application Forms’ (Questionários) de cada universidade. Cada aluno faz os seu, mas recebe a orientação da nossa college counselor em todo o processo;
  • Logo partimos para os ‘Essays’, redações que o Estudante faz como parte de sua aplicação contando a sua trajetória pessoal e se apresentando à universidade;
  • Nossa ‘college counselor’ também faz todo o processo de tradução do Histórico Escolar do aluno, assim como das cartas de recomendação e qualquer outro documento necessário;
  • Finalmente, chegamos à entrevista; aqui aluno é orientado antes da conversa com um representante da universidade, quando deve mostrar porque ele seria um bom candidato para esta Finalmente, chegamos à entrevista; aqui aluno é orientado antes da conversa com um representante da universidade, quando deve mostrar porque ele seria um bom candidato para esta instituição, já que a busca por alunos vai muito além de sua nota!

DIFERENÇA ENTRE ‘HIGH SCHOOL’, ESCOLA INTERNACIONAL (IB) E PGG

Muitos pais/responsáveis se perguntam sobre as diferenças entre esse programas e qual pode melhor preparar seu filho para as opções de universidades no exterior e no Brasil.

A resposta é que o ‘High School’ tem uma carga dobrada de estudos, devido à matérias em inglês, do currículo americano, que não necessariamente, agregam mais à candidatura do que outras atividades extracurriculares. Além disso, a realização apenas do ‘High School’ não oferece essa consultoria especializada e acompanhamento para o ingresso nas universidade americanas e/ou de outras partes do mundo.

Já no IB o currículo é altamente padronizado e focado 100% nas opções fora do país. Estudantes estrangeiros que mudam com frequência podem trocar de país/escola sem perder o ritmo de estudo. Mas o currículo mais restrito não prepara para todo o conteúdo do ENEM e pode prender o aluno que mudar de ideia sobre o curso desejado para a universidade.

Enquanto isso, o PGG funciona de modo diferente, pois é um programa complementar ao ensino médio, mas que não sacrifica a qualidade das aulas oferecidas. Com o PGG, a proposta do Planck é de preparar o estudante para que possa candidatar-se para qualquer universidade fora e/ou dentro do país. O aluno administra seu tempo extraclasse para desenvolver as atividades propostas, participa de reuniões presenciais ou por videoconferência com a college counsellor e representantes de universidades do mundo inteiro, tudo isso enquanto estuda no Planck, tendo acesso à uma educação forte em um colégio de alto desempenho!

PGG SUMMER PROGRAMM

planck internacional pgg summer program

O QUÊ É O SUMMER?

O Colégio Planck também possibilita aos seus estudantes a participação em um programa de ensino de férias, denominado Summer, no qual o estudante aprende que esse período não é só para descansar, mas também é o momento de aprender mais.

Essas experiências podem ser realizadas tanto fora do país, como em universidades do próprio Brasil.

Durante um período de 1 a 7 semanas, e com custo variados, o estudante terá a oportunidade de vivenciar todos os aspectos de estudar na universidade escolhida: morar em um alojamento e comer no refeitório da universidade, conhecer pessoas de várias culturas e ainda realizar um curso, em sua área de interesse, em um ambiente nacional diferente ou internacional.

Para o colégio, esse processo é muito positivo, porque confere aos estudantes mais segurança na escolha, além da possibilidade de as expectativas e sonhos serem ampliados a partir dessa experiência. 

Com uma participação em uma universidade internacional, o estudante pode até mesmo observar a necessidade de se tornar cada vez melhor e mais atraente para o mercado de trabalho no futuro.

QUAIS SUMMERS POSSO FAZER E ONDE?

Os cursos de Summers são bem abrangentes, e podem ser nas áreas de Matemática, Artes Gráficas, Cinema, Engenharia, Negócios, Ciências Sociais, Física, Neuropsicologia, Economia, entre outras.

Já o critério de onde fazer o summer, vai depender do curso de interesse e perfil acadêmico de cada um. Nossos alunos participaram em programas nacionais como Insper e ITA, e internacionais como Bentley University (Massachusetts, EUA), Jacob´s University (Bremen, Alemanha) e Harvard University (Massachusetts, EUA).

Cada aluno trabalha com o counsellor para escolher o melhor programa e custo benefício para seus objetivos, e vive experiências muito enriquecedoras. Confira alguns depoimentos abaixo:

“Em julho de 2019, participei de um Summer Program em Marist College e posso dizer que foi uma das melhores experiências da minha vida. Além de aprender muito sobre minha desejada futura carreira, cinema, também aprendi muitas outras coisas como: a ser mais independente, a me virar sozinho em um país cuja língua não é a minha nativa, melhorei muito meu inglês e tive a certeza que seria isso que eu gostaria de estudar no futuro. Nada disso seria possível sem ajuda do PGG, eles me acompanharam e ajudaram em todas as etapas – desde a escolha de possíveis universidades para o summer, o processo de decisão e aplicação até toda a preparação para essa experiência – e sou muito grato por isso.”

(Breno Guimarães – 3°ano – Summer na Marist)

“A minha experiência no Summer Camp da “Jacobs University Bremen” foi muito enriquecedora tanto do ponto de vista pessoal quanto do intelectual. Dentro das universidades alemãs a rotina é muito regrada, então eu tive de me adaptar rapidamente sem ajudas exageradas. Além disso, eu aprendi muito sobre a forma como as universidades de hoje trabalham os temas de estudo dentro e fora da sala de aula.”

(Umberto Malanga – 3° ano)

“Fazer o summer foi uma das melhores experiências da minha vida. Vivi vários acontecimentos que só poderia ter vivido lá. Por ter sido uma das únicas alunas internacionais no meu programa tive algumas dificuldades em me expressar em outra língua e fazer amizades nos primeiros dias, porém guardo algumas amizades que mantenho até hoje. Consegui perceber um pouco como é a vida de uma universitária e participar de cursos que nunca imaginaria aprender. Essa experiência me motivou mais a estudar para passar em uma boa universidade tanto no exterior quanto no Brasil.”

(Mariana Okuda – 3° ano – Summer na UConn)

Mariana Okuda - 3° ano pgg

“A minha experiência no summer não só me possibilitou explorar um ambiente acadêmico inovador, mas também a diversidade cultural presente na universidade. A oportunidade de aprender conteúdos novos e interagir com um grupo estudantil variado é uma maneira de ramificar-se da vivência do ensino médio. Como aluno a caminho do ensino superior, o summer oferece uma espécie de “gostinho” da vida na respectiva faculdade. De laboratórios de ponta aos costumes inusitados de meus colegas, o summer foi uma degustação de experiências única!”

(Ishan Matheus Unni – 3°ano – Summer em Harvard)

“Nas férias (2019) fui para os EUA fazer um Summer Camp em Bentley de economia, visando aprimorar minha análise técnica e fundamentalista para o investimento em ações (hobbie no momento, mas futuro trabalho), e lógico, para ter a vivência de como é a universidade, as pessoas, os alunos, a cidade e como é estudar em outra língua. 
O planejamento era estudar a semana toda, e no final da semana, com o embasamento nas aulas que o professor nos deu, (aulas estas que abordam matérias de um semestre inteiro) deveríamos elaborar em grupo uma avaliação de uma das 10 ações dadas pela instituição. Meu grupo se esforçou muito e, ao final da semana, fomos capazes de apresentar uma excelente palestra. Pensei que seria difícil ir na frente de uma grande plateia, e de terno e gravata, argumentar sobre algo que aprendi em tão curto período de tempo. No entanto foi muito tranquilo e tudo saiu como planejado!
Algo que me impressionou muito, foi a forma como fui bem tratado. Lá todos compreendiam a minha dificuldade (que na verdade nem era tudo isso) e me ajudaram a superar a barreira cultural e linguística. Em dois dias já estava enturmado e dando risada com o grupo! 
Achei muito interessante também como eu não conhecia muito do que rolava nos EUA em questão a cultura! Nos primeiros dias, serviram salada de fruta e uma rodela de pão estranha no lanche. (optei logicamente pela salada de fruta) No entanto nos últimos dias tomei coragem e perguntei o que era a rodela de pão e os americanos ficaram de queixo caído ao perceberem que nunca havia provado um bagel! Resumo da ópera, a cultura tem um choque muito grande e a visão que os americanos tem do Brasil é ridiculamente superficial (mas bagels são uma delícia!)
Desnecessário dizer que foi extremamente empolgante, que aprendi muito e voltei com uma visão muito diferente acerca de muitos assuntos, tanto escolares, como de decisão de carreira e uma notável diferença na minha postura relacionada a certos aspectos escolares e de caráter. ”

(Davi Fileti – 3°ano)

“Passar as férias estudando não é aquele sonho que toda criança sempre quis realizar. Inclusive, quando menor, também não era o meu. Nunca cheguei a pensar em “perder” uma parte das minhas férias para continuar estudando, já que me esforçava fazendo isso o ano inteiro. Até que, em certo momento da minha vida de estudante, percebi que tirar esse tempo para se aprofundar em assuntos e matérias que eu gosto e me interesso por não era uma “perda de tempo”, mas sim um ganho de experiência que eu não teria somente na escola. Em julho de 2019, depois de muitos obstáculos que o ano já havia me proporcionado até então, participei do programa “Férias no Insper”, organizado e sediado pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Insper (em São Paulo), e, depois de um ano da minha presença no evento, posso dizer que realmente foi uma das melhores experiências que tive na minha vida. Além do conhecimento adquirido que inevitavelmente eu teria, viver em uma outra cidade por uma semana e conhecer novas pessoas (tanto professores, quanto alunos) e novas maneiras de ver a sociedade em que vivemos são consequências fantásticas que o ensino regular, por si só, não consegue gerar ao aluno. Só tenho a agradecer a tudo que passei e a todos que estiveram comigo naqueles dias e esperar por uma próxima oportunidade!”

(Gabriel Peagno – 3ºano – Férias no Insper – Julho de 2019)

Gabriel Peagno - 3ºano - Férias no Insper - Julho de 2019 2

SUMMER YALE

Colégio Planck Internacional pgg summer yale

O Summer Program Yale é destinado aos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental, e é uma proposta do Planck Internacional para o fechamento do curso de inglês do ciclo, assim como uma experiência incrível que vai ampliar os horizontes de todos alunos participantes!

Nesta viagem a aventura do novo começa no aeroporto, onde os alunos embarcam com a equipe do colégio, sem os pais, rumo à New Haven, Connecticut, onde farão um curso de 2 semanas na Universidade de Yale. Este programa é composto por 40 aulas no total, tendo como eixo de estudo os seguintes assuntos: comunicação e artes, estratégias para testes (TOEFL/SAT), disciplinas/STEM e liderança, além de oficinas culturais diversas.
Todos alunos ficam hospedados no campus universitário, onde interagem com estudantes do mundo inteiro dentro e fora das aulas, um ganho enorme para seu desenvolvimento pessoal, linguístico e cultural!

PARCERIA FCT

O Colégio Planck fechou uma parceria incrível com a Universidade Nova de Lisboa, para os cursos da Faculdade de Ciências e Tecnologia. Esta parceria prevê o ingresso de estudantes interessados e recomendados pelo Colégio Planck sem a necessidade de provas de aplicação. Isso é fruto de nossa excelência e reconhecimento internacional, com representação pela Nicole Frutuoso, nossa College Counselor e também do reconhecimento da qualidade do PGG – Planck Global Guidance.

FEIRA INTERNACIONAL DE UNIVERSIDADES

O Colégio Planck através do PGG – Planck Global Guidance, foi escolhido com exclusividade, para sediar pela primeira vez no Vale do Paraíba, a maior e mais qualificada Feira Internacional de Universidades organizada mundialmente pela CIS.

A CIS – Council Of International Schools – é uma organização não-governamental que avalia e credencia Colégios Internacionais ao redor do Mundo.
Somos o único Colégio que segue um Currículo Nacional (não IB/AP) a convidados a sediar uma feira promovida por eles na América Latina.

FEIRA DE UNIVERSIDADES

MEETINGS COM UNIVERSIDADES DO MUNDO

Ao longo deste semestre realizamos diversos encontros online com universidades de várias partes do mundo. Os alunos do PGG tiveram ‘meetings’ exclusivos, nos quais puderam conhecer os cursos e campus universitários ao conversar com representantes e alunos de diferentes instituições, sendo algumas delas:

Esta experiência única ajuda nossos estudantes a fazerem escolhas conscientes e seguras para seu futuro. Mais um benefício do nosso programa!

APROVAÇÕES Recentes

“O PGG foi um dos principais motivos para eu conseguir minha aprovação. Sou grato pela ajuda da Nicole e de todo suporte que o colégio planck ofereceu.” (Matheus Bueno, ex-aluno)

“O programa PGG foi de extrema importância para conseguir minha aprovação. Durante todo o processo pude contar com o apoio do colégio para sanar minhas dúvidas, auxiliar com revisões de textos e preparação para as provas, e para organizar os documentos necessários. Senti que o programa foi capaz de oferecer um atendimento personalizado, no qual minha college counsellor realmente conhecia minhas qualidades e personalidade, não se tratava apenas de meu histórico acadêmico.”
(Antonio Sato, ex-aluno)

“O PGG foi muito além de um apoio acadêmico. Ele formou uma comunidade de pessoas que, como eu, queriam se desafiar e alcançar mais longe por meio do processo de aplicação para o exterior. Essa comunidade me deu força para enfrentar cada desafio, desde os testes até a escolha de universidades e a espera das respostas. O PGG é um propulsor para quem está determinado a seguir seus sonhos, e ele não só me trouxe mais perto dos meus, mas também me conectou com quem eu sou como pessoa e como eu posso passar essa essência pela escrita.” (Anne Landin, ex-aluna)

EQUIPE PGG

“Ao longo da minha carreira, sempre fiquei triste em ver alunos que descobrirem sobre os processos internacionais tarde demais, e tiverem que escolher entre focar nos vestibulares ou tentar seguir o sonho de estudar no exterior. Com o PGG, desenvolvemos um programa realmente único no Brasil — que preparar o aluno desde o início do Ensino Médio, distribuindo o conteúdo e esforço necessários para não sobrecarregar o aluno. Além disso, concentramos no auto-desenvolvimento e independência, encorajando o aluno a explorar seus interesses e tomar controle sobre o planejamento do seu futuro. Apresentamos os alunos às oportunidades, faculdades e pessoas do mundo inteiro, sem desmerecer as oportunidades e instituições disponíveis dentro do país, para que cada um acha o seu lugar. Desenvolvemos habilidades de estudo e de vida que servem bem até os alunos que optam ficar no Brasil.”

(Nicole Ribeiro – College Counsellor/Coord. PGG)

“A coordenação Planck Internacional veio para cuidar de toda a parte de idiomas do colégio e sua participação no contexto internacional, inclusive reforçando o PGG com um contato local e direto para famílias e alunos poderem tirar dúvidas, pedir ajuda e informações. Minhas duas décadas de experiência no meio de línguas, somadas à toda a experiência que Nicole nos traz, é mais um benefício para nosso programa. Minhas portas estão sempre abertas, logo ali na no corredor do EM, é só entrar!”

(Luciana Monteiro Arruda – Coord. Planck Internacional)

Aqui você pode falar conosco!
Venha nos visitar, mande uma mensagem
ou candidate-se.

Translate »