As diferentes inteligências e a abordagem do Colégio para desenvolvê-las

Conteúdo

A teoria das múltiplas inteligências pode ser desenvolvida na Educação como forma de trabalhar as habilidades do futuro dos adolescentes. O Colégio Planck considera que para um bom desenvolvimento e evolução das múltiplas inteligências no ambiente escolar é importante que a escola pense o indivíduo como um todo, desde seus aspectos maturacionais, sejam eles físico, emocional ou social, até a avaliação de inteligências mais complexas como questionamentos e levantamento de hipóteses sobre si e sobre o mundo. Vamos entender melhor neste post. O que é a teoria das múltiplas inteligências? Foi o psicólogo norte-americano Howard Gardner que desenvolveu a teoria das Múltiplas Inteligências para descrever a inteligência de forma a abordar diferentes aspectos referentes a ela. Esse estudo foi divulgado no livro “Estruturas da Mente”. Mas o que é inteligência? Embora tenha sido definida de maneiras diferentes ao longo da História, uma das definições de inteligência mais recentes parte de Francesc Torralba Rosselló, doutor em Filosofia pela Universidade de Barcelona e autor de livros como “A Inteligência Espiritual no Contexto Escolar”, que a descreve assim:  “Em um sentido puramente etimológico, a palavra inteligência denota a capacidade de discernir, de separar, de peneirar entre as diferentes alternativas e ser capaz de tomar a decisão mais oportuna. Uma pessoa inteligente é, de fato, uma pessoa que sabe separar o essencial do acidental, o valioso do que carece de valor, aquilo de que necessita para desenvolver uma determinada atividade daquilo que é irrelevante para a mesma. A inteligência, em um sentido puramente etimológico, refere-se a esta capacidade de discernimento”. De certa forma, essa definição coincide com uma outra que já havia sido assinada por 52 pesquisadores em inteligência do Mainstream Science on Intelligence em 1994:  “ É uma capacidade mental bastante geral que, entre outras coisas, envolve a habilidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, pensar de forma abstrata, compreender ideias complexas, aprender rápido e aprender com a experiência. Não é uma mera aprendizagem literária, uma habilidade estritamente acadêmica ou um talento para sair-se bem em provas. Ao contrário disso, o conceito refere-se a uma capacidade mais ampla e mais profunda de compreensão do mundo à sua volta - 'pegar no ar', 'pegar' o sentido das coisas ou 'perceber' uma coisa." Quais são as múltiplas inteligências Segundo a teoria de Gardner, cada indivíduo apresenta características e tem aspectos mais desenvolvidos de cada tipo de inteligência, que podem sim ser trabalhadas e desenvolvidas, de forma constante e cotidiana. A equipe de Gardner identificou 9 tipos de inteligência que podem fazer parte de uma pessoa. As primeiras 7 foram divulgadas em 1983, já as inteligências naturalista e existencial fizeram parte de um segundo momento de estudos:  Lógico-matemática Esse tipo de inteligência costuma ser a base de testes de QI, focando no pensamento lógico. A principal capacidade de uma pessoa que tem inteligência lógico-matemática é a habilidade de criar e entender padrões e fazer sistematizações, ou seja, a capacidade de resolver equações, fazer cálculos, etc. Podem ser matemáticos, físicos, engenheiros, etc. Linguística Está ligada a uma capacidade de dominar a linguagem e a expressão, tanto oral quanto escrita. Porém, também é ampliada para as diversas formas de comunicação como a expressão corporal e gestual. Pessoas com essa inteligência conseguem transmitir ideias, motivar, ensinar e negociar. Podem ser políticos, CEOs, escritores, cineastas, mestres de cerimônia, etc. Musical É fácil reconhecer quem tem inteligência musical. É a pessoa que tem grande sensibilidade para reconhecer temas melódicos, timbres e tons, além de organizar essas sonoridades de maneira criativa, transformando-as em ritmos. Espacial Com uma grande capacidade de percepção visual, conseguem criar ideias complexas na mente e manipulá-las em qualquer perspectiva, com associação à matemática e criatividade. É uma das inteligências que pessoas da área das artes plásticas, design e arquitetura manifestam, porém, faz parte também de pilotos, cartógrafos e navegadores.  Corporal-cinestésica São pessoas que têm domínio das capacidades motoras, com ampla capacidade de utilizar o próprio corpo para variadas funções porque tem percepção clara do próprio movimento, resistência, peso e posição corporal. É a inteligência dos atletas, bailarinos, artistas circenses, etc. Intrapessoal Quem tem inteligência intrapessoal consegue atingir um grande autoconhecimento porque consegue compreender as próprias emoções, ideais, motivações e valores. Além disso, não negligenciam pontos de melhoria. Por isso, são aptas para as mais variadas atividades, o que é um grande diferencial na vida. Interpessoal São pessoas que conseguem reconhecer motivações, humor, sentimentos e intenções dos outros. Por isso, pessoas que têm essa inteligência podem manifestar grande empatia e ter facilidade com relacionamentos. São pessoas que conseguem fazer mediação de conflitos, ter uma boa postura de líder e se identificar com as necessidades dos outros. Entre os profissionais que têm essa inteligência estão os professores, terapeutas, atores, vendedores e até políticos. Naturalista Esse tipo de inteligência não foi incluída na primeira fase da teoria das Múltiplas Inteligências. A inteligência naturalista pode ser definida como uma forte ligação entre o indivíduo e o meio ambiente, com sentidos aflorados em relação à natureza e tudo o que nela está, como os animais e plantas. Quem tem essa inteligência se identifica com áreas como a biologia, geologia, agricultura, veterinária, ativistas ambientais, entre outras.  Existencial Outro tipo de inteligência que surgiu em um segundo momento, a existencial carrega a habilidade de refletir sobre questões fundamentais a respeito do propósito do ser humano na Terra. Essa é uma característica de filósofos e muitos líderes espirituais. Como o Colégio Planck entende a Teoria das Múltiplas Inteligências? O Colégio Planck entende hoje que o trabalho que valorize as diferentes visões sobre o indivíduo, que demonstre a importância de uma boa atividade física, psicomotora e que auxilie no reconhecimento corporal, no desenvolvimento de aprendizagens mais complexas e consequentemente de aprendizados mais significativos é o caminho para efetivamente atingir o melhor potencial do estudante.  Valorizar cada passo em busca de uma formação holística, que atenda a diferentes aspectos de desenvolvimento, aprendizagem e formação deve ser o olhar de escolas, famílias e sociedade para a formação de cidadãos mais ativos, independentes, íntegros e criativos. As inteligências múltiplas não se apresentam da mesma forma em um indivíduo, algumas se desenvolvem com maior facilidade e outras requerem ser mais trabalhadas, mas é importante lembrar que todas as inteligências têm o seu valor no desenvolvimento do indivíduo. Sendo assim, o trabalho é aprimorar as inteligências mais desenvolvidas e trabalhar no desenvolvimento das inteligências que apresentam maior fragilidade. Essa é a proposta e o desafio que o Colégio se propõe a realizar em seu trabalho cotidiano com os estudantes. Como detectar cada tipo de inteligência no processo pedagógico?  O processo e compreensão das múltiplas inteligências em um ambiente educacional preparado para reconhecer a individualidade e potencialidades dos estudantes, se dá de maneira orgânica, compreendendo potencialidades e explorando um olhar para as deficiências apresentadas. No Colégio Planck, onde o olhar é individualizado para cada estudante, o trabalho pedagógico visa compreender e trabalhar para garantir a eles mais que os conhecimentos científicos. Assim, é possível atuar nas diferentes formas de inteligências apresentadas nos conceitos desenvolvidos pelos professores de Harvard.  Com um ambiente onde o olhar está direcionado para as relações humanas, para as questões de desenvolvimento social, ambiental e emocional, que são relevantes em diferentes contextos e disciplinas, o Colégio Planck realiza um papel significativo no desenvolvimento das inteligências avaliadas. Para tanto, o Colégio possui algumas “ferramentas” para detectá-las, como atividades complementares e eletivas, que garantem aos estudantes possibilidade de escolha por interesse, tanto de habilidade como para desenvolvimento pessoal, garantindo aos estudantes possibilidades ainda maiores de trabalhar diferentes inteligências e estarem mais preparados para o seu futuro profissional e social. Inteligências são desenvolvidas ao longo da vida As múltiplas inteligências é uma teoria que aborda o ser humano em diferentes etapas de seu desenvolvimento. Desta forma, o trabalho é constante para desenvolver as diferentes habilidades em diferentes momentos da vida.  Assim como não somos seres perfeitos, as inteligências não serão desenvolvidas de forma linear e regular. É importante que seja respeitado o tempo, a condição física e emocional de cada estudante para que suas inteligências sejam desenvolvidas. Neste momento, é importante uma parceria entre família e escola, para que seja ofertado e cobrado do estudante o seu melhor, o melhor que ele for capaz de apresentar em cada uma de suas inteligências.

A teoria das múltiplas inteligências pode ser desenvolvida na Educação como forma de trabalhar as habilidades do futuro dos adolescentes.

O Colégio Planck considera que para um bom desenvolvimento e evolução das múltiplas inteligências no ambiente escolar é importante que a escola pense o indivíduo como um todo, desde seus aspectos maturacionais, sejam eles físico, emocional ou social, até a avaliação de inteligências mais complexas como questionamentos e levantamento de hipóteses sobre si e sobre o mundo.

Vamos entender melhor neste post.

O que é a teoria das múltiplas inteligências?

Foi o psicólogo norte-americano Howard Gardner que desenvolveu a teoria das Múltiplas Inteligências para descrever a inteligência de forma a abordar diferentes aspectos referentes a ela. Esse estudo foi divulgado no livro “Estruturas da Mente”.

Mas o que é inteligência?

Embora tenha sido definida de maneiras diferentes ao longo da História, uma das definições de inteligência mais recentes parte de Francesc Torralba Rosselló, doutor em Filosofia pela Universidade de Barcelona e autor de livros como “A Inteligência Espiritual no Contexto Escolar”, que a descreve assim: 

“Em um sentido puramente etimológico, a palavra inteligência denota a capacidade de discernir, de separar, de peneirar entre as diferentes alternativas e ser capaz de tomar a decisão mais oportuna. Uma pessoa inteligente é, de fato, uma pessoa que sabe separar o essencial do acidental, o valioso do que carece de valor, aquilo de que necessita para desenvolver uma determinada atividade daquilo que é irrelevante para a mesma. A inteligência, em um sentido puramente etimológico, refere-se a esta capacidade de discernimento”.

De certa forma, essa definição coincide com uma outra que já havia sido assinada por 52 pesquisadores em inteligência do Mainstream Science on Intelligence em 1994: 

“ É uma capacidade mental bastante geral que, entre outras coisas, envolve a habilidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, pensar de forma abstrata, compreender ideias complexas, aprender rápido e aprender com a experiência. Não é uma mera aprendizagem literária, uma habilidade estritamente acadêmica ou um talento para sair-se bem em provas. Ao contrário disso, o conceito refere-se a uma capacidade mais ampla e mais profunda de compreensão do mundo à sua volta – ‘pegar no ar’, ‘pegar’ o sentido das coisas ou ‘perceber’ uma coisa.”

A teoria das múltiplas inteligências pode ser desenvolvida na Educação como forma de trabalhar as habilidades do futuro dos adolescentes. O Colégio Planck considera que para um bom desenvolvimento e evolução das múltiplas inteligências no ambiente escolar é importante que a escola pense o indivíduo como um todo, desde seus aspectos maturacionais, sejam eles físico, emocional ou social, até a avaliação de inteligências mais complexas como questionamentos e levantamento de hipóteses sobre si e sobre o mundo. Vamos entender melhor neste post. O que é a teoria das múltiplas inteligências? Foi o psicólogo norte-americano Howard Gardner que desenvolveu a teoria das Múltiplas Inteligências para descrever a inteligência de forma a abordar diferentes aspectos referentes a ela. Esse estudo foi divulgado no livro “Estruturas da Mente”. Mas o que é inteligência? Embora tenha sido definida de maneiras diferentes ao longo da História, uma das definições de inteligência mais recentes parte de Francesc Torralba Rosselló, doutor em Filosofia pela Universidade de Barcelona e autor de livros como “A Inteligência Espiritual no Contexto Escolar”, que a descreve assim:  “Em um sentido puramente etimológico, a palavra inteligência denota a capacidade de discernir, de separar, de peneirar entre as diferentes alternativas e ser capaz de tomar a decisão mais oportuna. Uma pessoa inteligente é, de fato, uma pessoa que sabe separar o essencial do acidental, o valioso do que carece de valor, aquilo de que necessita para desenvolver uma determinada atividade daquilo que é irrelevante para a mesma. A inteligência, em um sentido puramente etimológico, refere-se a esta capacidade de discernimento”. De certa forma, essa definição coincide com uma outra que já havia sido assinada por 52 pesquisadores em inteligência do Mainstream Science on Intelligence em 1994:  “ É uma capacidade mental bastante geral que, entre outras coisas, envolve a habilidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, pensar de forma abstrata, compreender ideias complexas, aprender rápido e aprender com a experiência. Não é uma mera aprendizagem literária, uma habilidade estritamente acadêmica ou um talento para sair-se bem em provas. Ao contrário disso, o conceito refere-se a uma capacidade mais ampla e mais profunda de compreensão do mundo à sua volta - 'pegar no ar', 'pegar' o sentido das coisas ou 'perceber' uma coisa." Quais são as múltiplas inteligências Segundo a teoria de Gardner, cada indivíduo apresenta características e tem aspectos mais desenvolvidos de cada tipo de inteligência, que podem sim ser trabalhadas e desenvolvidas, de forma constante e cotidiana. A equipe de Gardner identificou 9 tipos de inteligência que podem fazer parte de uma pessoa. As primeiras 7 foram divulgadas em 1983, já as inteligências naturalista e existencial fizeram parte de um segundo momento de estudos:  Lógico-matemática Esse tipo de inteligência costuma ser a base de testes de QI, focando no pensamento lógico. A principal capacidade de uma pessoa que tem inteligência lógico-matemática é a habilidade de criar e entender padrões e fazer sistematizações, ou seja, a capacidade de resolver equações, fazer cálculos, etc. Podem ser matemáticos, físicos, engenheiros, etc. Linguística Está ligada a uma capacidade de dominar a linguagem e a expressão, tanto oral quanto escrita. Porém, também é ampliada para as diversas formas de comunicação como a expressão corporal e gestual. Pessoas com essa inteligência conseguem transmitir ideias, motivar, ensinar e negociar. Podem ser políticos, CEOs, escritores, cineastas, mestres de cerimônia, etc. Musical É fácil reconhecer quem tem inteligência musical. É a pessoa que tem grande sensibilidade para reconhecer temas melódicos, timbres e tons, além de organizar essas sonoridades de maneira criativa, transformando-as em ritmos. Espacial Com uma grande capacidade de percepção visual, conseguem criar ideias complexas na mente e manipulá-las em qualquer perspectiva, com associação à matemática e criatividade. É uma das inteligências que pessoas da área das artes plásticas, design e arquitetura manifestam, porém, faz parte também de pilotos, cartógrafos e navegadores.  Corporal-cinestésica São pessoas que têm domínio das capacidades motoras, com ampla capacidade de utilizar o próprio corpo para variadas funções porque tem percepção clara do próprio movimento, resistência, peso e posição corporal. É a inteligência dos atletas, bailarinos, artistas circenses, etc. Intrapessoal Quem tem inteligência intrapessoal consegue atingir um grande autoconhecimento porque consegue compreender as próprias emoções, ideais, motivações e valores. Além disso, não negligenciam pontos de melhoria. Por isso, são aptas para as mais variadas atividades, o que é um grande diferencial na vida. Interpessoal São pessoas que conseguem reconhecer motivações, humor, sentimentos e intenções dos outros. Por isso, pessoas que têm essa inteligência podem manifestar grande empatia e ter facilidade com relacionamentos. São pessoas que conseguem fazer mediação de conflitos, ter uma boa postura de líder e se identificar com as necessidades dos outros. Entre os profissionais que têm essa inteligência estão os professores, terapeutas, atores, vendedores e até políticos. Naturalista Esse tipo de inteligência não foi incluída na primeira fase da teoria das Múltiplas Inteligências. A inteligência naturalista pode ser definida como uma forte ligação entre o indivíduo e o meio ambiente, com sentidos aflorados em relação à natureza e tudo o que nela está, como os animais e plantas. Quem tem essa inteligência se identifica com áreas como a biologia, geologia, agricultura, veterinária, ativistas ambientais, entre outras.  Existencial Outro tipo de inteligência que surgiu em um segundo momento, a existencial carrega a habilidade de refletir sobre questões fundamentais a respeito do propósito do ser humano na Terra. Essa é uma característica de filósofos e muitos líderes espirituais. Como o Colégio Planck entende a Teoria das Múltiplas Inteligências? O Colégio Planck entende hoje que o trabalho que valorize as diferentes visões sobre o indivíduo, que demonstre a importância de uma boa atividade física, psicomotora e que auxilie no reconhecimento corporal, no desenvolvimento de aprendizagens mais complexas e consequentemente de aprendizados mais significativos é o caminho para efetivamente atingir o melhor potencial do estudante.  Valorizar cada passo em busca de uma formação holística, que atenda a diferentes aspectos de desenvolvimento, aprendizagem e formação deve ser o olhar de escolas, famílias e sociedade para a formação de cidadãos mais ativos, independentes, íntegros e criativos. As inteligências múltiplas não se apresentam da mesma forma em um indivíduo, algumas se desenvolvem com maior facilidade e outras requerem ser mais trabalhadas, mas é importante lembrar que todas as inteligências têm o seu valor no desenvolvimento do indivíduo. Sendo assim, o trabalho é aprimorar as inteligências mais desenvolvidas e trabalhar no desenvolvimento das inteligências que apresentam maior fragilidade. Essa é a proposta e o desafio que o Colégio se propõe a realizar em seu trabalho cotidiano com os estudantes. Como detectar cada tipo de inteligência no processo pedagógico?  O processo e compreensão das múltiplas inteligências em um ambiente educacional preparado para reconhecer a individualidade e potencialidades dos estudantes, se dá de maneira orgânica, compreendendo potencialidades e explorando um olhar para as deficiências apresentadas. No Colégio Planck, onde o olhar é individualizado para cada estudante, o trabalho pedagógico visa compreender e trabalhar para garantir a eles mais que os conhecimentos científicos. Assim, é possível atuar nas diferentes formas de inteligências apresentadas nos conceitos desenvolvidos pelos professores de Harvard.  Com um ambiente onde o olhar está direcionado para as relações humanas, para as questões de desenvolvimento social, ambiental e emocional, que são relevantes em diferentes contextos e disciplinas, o Colégio Planck realiza um papel significativo no desenvolvimento das inteligências avaliadas. Para tanto, o Colégio possui algumas “ferramentas” para detectá-las, como atividades complementares e eletivas, que garantem aos estudantes possibilidade de escolha por interesse, tanto de habilidade como para desenvolvimento pessoal, garantindo aos estudantes possibilidades ainda maiores de trabalhar diferentes inteligências e estarem mais preparados para o seu futuro profissional e social. Inteligências são desenvolvidas ao longo da vida As múltiplas inteligências é uma teoria que aborda o ser humano em diferentes etapas de seu desenvolvimento. Desta forma, o trabalho é constante para desenvolver as diferentes habilidades em diferentes momentos da vida.  Assim como não somos seres perfeitos, as inteligências não serão desenvolvidas de forma linear e regular. É importante que seja respeitado o tempo, a condição física e emocional de cada estudante para que suas inteligências sejam desenvolvidas. Neste momento, é importante uma parceria entre família e escola, para que seja ofertado e cobrado do estudante o seu melhor, o melhor que ele for capaz de apresentar em cada uma de suas inteligências.

Quais são as múltiplas inteligências

Segundo a teoria de Gardner, cada indivíduo apresenta características e tem aspectos mais desenvolvidos de cada tipo de inteligência, que podem sim ser trabalhadas e desenvolvidas, de forma constante e cotidiana.

A equipe de Gardner identificou 9 tipos de inteligência que podem fazer parte de uma pessoa. As primeiras 7 foram divulgadas em 1983, já as inteligências naturalista e existencial fizeram parte de um segundo momento de estudos: 

Segundo a teoria de Gardner, cada indivíduo apresenta características e tem aspectos mais desenvolvidos de cada tipo de inteligência, que podem sim ser trabalhadas e desenvolvidas, de forma constante e cotidiana. A equipe de Gardner identificou 9 tipos de inteligência que podem fazer parte de uma pessoa. As primeiras 7 foram divulgadas em 1983, já as inteligências naturalista e existencial fizeram parte de um segundo momento de estudos:  Lógico-matemática Esse tipo de inteligência costuma ser a base de testes de QI, focando no pensamento lógico. A principal capacidade de uma pessoa que tem inteligência lógico-matemática é a habilidade de criar e entender padrões e fazer sistematizações, ou seja, a capacidade de resolver equações, fazer cálculos, etc. Podem ser matemáticos, físicos, engenheiros, etc. Linguística Está ligada a uma capacidade de dominar a linguagem e a expressão, tanto oral quanto escrita. Porém, também é ampliada para as diversas formas de comunicação como a expressão corporal e gestual. Pessoas com essa inteligência conseguem transmitir ideias, motivar, ensinar e negociar. Podem ser políticos, CEOs, escritores, cineastas, mestres de cerimônia, etc. Musical É fácil reconhecer quem tem inteligência musical. É a pessoa que tem grande sensibilidade para reconhecer temas melódicos, timbres e tons, além de organizar essas sonoridades de maneira criativa, transformando-as em ritmos. Espacial Com uma grande capacidade de percepção visual, conseguem criar ideias complexas na mente e manipulá-las em qualquer perspectiva, com associação à matemática e criatividade. É uma das inteligências que pessoas da área das artes plásticas, design e arquitetura manifestam, porém, faz parte também de pilotos, cartógrafos e navegadores.  Corporal-cinestésica São pessoas que têm domínio das capacidades motoras, com ampla capacidade de utilizar o próprio corpo para variadas funções porque tem percepção clara do próprio movimento, resistência, peso e posição corporal. É a inteligência dos atletas, bailarinos, artistas circenses, etc. Intrapessoal Quem tem inteligência intrapessoal consegue atingir um grande autoconhecimento porque consegue compreender as próprias emoções, ideais, motivações e valores. Além disso, não negligenciam pontos de melhoria. Por isso, são aptas para as mais variadas atividades, o que é um grande diferencial na vida. Interpessoal São pessoas que conseguem reconhecer motivações, humor, sentimentos e intenções dos outros. Por isso, pessoas que têm essa inteligência podem manifestar grande empatia e ter facilidade com relacionamentos. São pessoas que conseguem fazer mediação de conflitos, ter uma boa postura de líder e se identificar com as necessidades dos outros. Entre os profissionais que têm essa inteligência estão os professores, terapeutas, atores, vendedores e até políticos. Naturalista Esse tipo de inteligência não foi incluída na primeira fase da teoria das Múltiplas Inteligências. A inteligência naturalista pode ser definida como uma forte ligação entre o indivíduo e o meio ambiente, com sentidos aflorados em relação à natureza e tudo o que nela está, como os animais e plantas. Quem tem essa inteligência se identifica com áreas como a biologia, geologia, agricultura, veterinária, ativistas ambientais, entre outras.  Existencial Outro tipo de inteligência que surgiu em um segundo momento, a existencial carrega a habilidade de refletir sobre questões fundamentais a respeito do propósito do ser humano na Terra. Essa é uma característica de filósofos e muitos líderes espirituais.

Lógico-matemática

Esse tipo de inteligência costuma ser a base de testes de QI, focando no pensamento lógico. A principal capacidade de uma pessoa que tem inteligência lógico-matemática é a habilidade de criar e entender padrões e fazer sistematizações, ou seja, a capacidade de resolver equações, fazer cálculos, etc. Podem ser matemáticos, físicos, engenheiros, etc.

Linguística

Está ligada a uma capacidade de dominar a linguagem e a expressão, tanto oral quanto escrita. Porém, também é ampliada para as diversas formas de comunicação como a expressão corporal e gestual. Pessoas com essa inteligência conseguem transmitir ideias, motivar, ensinar e negociar. Podem ser políticos, CEOs, escritores, cineastas, mestres de cerimônia, etc.

Musical

É fácil reconhecer quem tem inteligência musical. É a pessoa que tem grande sensibilidade para reconhecer temas melódicos, timbres e tons, além de organizar essas sonoridades de maneira criativa, transformando-as em ritmos.

Espacial

Com uma grande capacidade de percepção visual, conseguem criar ideias complexas na mente e manipulá-las em qualquer perspectiva, com associação à matemática e criatividade.

É uma das inteligências que pessoas da área das artes plásticas, design e arquitetura manifestam, porém, faz parte também de pilotos, cartógrafos e navegadores. 

Corporal-cinestésica

São pessoas que têm domínio das capacidades motoras, com ampla capacidade de utilizar o próprio corpo para variadas funções porque tem percepção clara do próprio movimento, resistência, peso e posição corporal. É a inteligência dos atletas, bailarinos, artistas circenses, etc.

Intrapessoal

Quem tem inteligência intrapessoal consegue atingir um grande autoconhecimento porque consegue compreender as próprias emoções, ideais, motivações e valores. Além disso, não negligenciam pontos de melhoria. Por isso, são aptas para as mais variadas atividades, o que é um grande diferencial na vida.

Interpessoal

São pessoas que conseguem reconhecer motivações, humor, sentimentos e intenções dos outros. Por isso, pessoas que têm essa inteligência podem manifestar grande empatia e ter facilidade com relacionamentos.

São pessoas que conseguem fazer mediação de conflitos, ter uma boa postura de líder e se identificar com as necessidades dos outros. Entre os profissionais que têm essa inteligência estão os professores, terapeutas, atores, vendedores e até políticos.

Naturalista

Esse tipo de inteligência não foi incluída na primeira fase da teoria das Múltiplas Inteligências. A inteligência naturalista pode ser definida como uma forte ligação entre o indivíduo e o meio ambiente, com sentidos aflorados em relação à natureza e tudo o que nela está, como os animais e plantas. Quem tem essa inteligência se identifica com áreas como a biologia, geologia, agricultura, veterinária, ativistas ambientais, entre outras. 

Existencial

Outro tipo de inteligência que surgiu em um segundo momento, a existencial carrega a habilidade de refletir sobre questões fundamentais a respeito do propósito do ser humano na Terra. Essa é uma característica de filósofos e muitos líderes espirituais.

➡️ Profissões do futuro

➡️ Robótica

Como o Colégio Planck entende a Teoria das Múltiplas Inteligências?

O Colégio Planck entende hoje que o trabalho que valorize as diferentes visões sobre o indivíduo, que demonstre a importância de uma boa atividade física, psicomotora e que auxilie no reconhecimento corporal, no desenvolvimento de aprendizagens mais complexas e consequentemente de aprendizados mais significativos é o caminho para efetivamente atingir o melhor potencial do estudante. 

Valorizar cada passo em busca de uma formação holística, que atenda a diferentes aspectos de desenvolvimento, aprendizagem e formação deve ser o olhar de escolas, famílias e sociedade para a formação de cidadãos mais ativos, independentes, íntegros e criativos.

A teoria das múltiplas inteligências pode ser desenvolvida na Educação como forma de trabalhar as habilidades do futuro dos adolescentes. O Colégio Planck considera que para um bom desenvolvimento e evolução das múltiplas inteligências no ambiente escolar é importante que a escola pense o indivíduo como um todo, desde seus aspectos maturacionais, sejam eles físico, emocional ou social, até a avaliação de inteligências mais complexas como questionamentos e levantamento de hipóteses sobre si e sobre o mundo. Vamos entender melhor neste post. O que é a teoria das múltiplas inteligências? Foi o psicólogo norte-americano Howard Gardner que desenvolveu a teoria das Múltiplas Inteligências para descrever a inteligência de forma a abordar diferentes aspectos referentes a ela. Esse estudo foi divulgado no livro “Estruturas da Mente”. Mas o que é inteligência? Embora tenha sido definida de maneiras diferentes ao longo da História, uma das definições de inteligência mais recentes parte de Francesc Torralba Rosselló, doutor em Filosofia pela Universidade de Barcelona e autor de livros como “A Inteligência Espiritual no Contexto Escolar”, que a descreve assim:  “Em um sentido puramente etimológico, a palavra inteligência denota a capacidade de discernir, de separar, de peneirar entre as diferentes alternativas e ser capaz de tomar a decisão mais oportuna. Uma pessoa inteligente é, de fato, uma pessoa que sabe separar o essencial do acidental, o valioso do que carece de valor, aquilo de que necessita para desenvolver uma determinada atividade daquilo que é irrelevante para a mesma. A inteligência, em um sentido puramente etimológico, refere-se a esta capacidade de discernimento”. De certa forma, essa definição coincide com uma outra que já havia sido assinada por 52 pesquisadores em inteligência do Mainstream Science on Intelligence em 1994:  “ É uma capacidade mental bastante geral que, entre outras coisas, envolve a habilidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, pensar de forma abstrata, compreender ideias complexas, aprender rápido e aprender com a experiência. Não é uma mera aprendizagem literária, uma habilidade estritamente acadêmica ou um talento para sair-se bem em provas. Ao contrário disso, o conceito refere-se a uma capacidade mais ampla e mais profunda de compreensão do mundo à sua volta - 'pegar no ar', 'pegar' o sentido das coisas ou 'perceber' uma coisa." Quais são as múltiplas inteligências Segundo a teoria de Gardner, cada indivíduo apresenta características e tem aspectos mais desenvolvidos de cada tipo de inteligência, que podem sim ser trabalhadas e desenvolvidas, de forma constante e cotidiana. A equipe de Gardner identificou 9 tipos de inteligência que podem fazer parte de uma pessoa. As primeiras 7 foram divulgadas em 1983, já as inteligências naturalista e existencial fizeram parte de um segundo momento de estudos:  Lógico-matemática Esse tipo de inteligência costuma ser a base de testes de QI, focando no pensamento lógico. A principal capacidade de uma pessoa que tem inteligência lógico-matemática é a habilidade de criar e entender padrões e fazer sistematizações, ou seja, a capacidade de resolver equações, fazer cálculos, etc. Podem ser matemáticos, físicos, engenheiros, etc. Linguística Está ligada a uma capacidade de dominar a linguagem e a expressão, tanto oral quanto escrita. Porém, também é ampliada para as diversas formas de comunicação como a expressão corporal e gestual. Pessoas com essa inteligência conseguem transmitir ideias, motivar, ensinar e negociar. Podem ser políticos, CEOs, escritores, cineastas, mestres de cerimônia, etc. Musical É fácil reconhecer quem tem inteligência musical. É a pessoa que tem grande sensibilidade para reconhecer temas melódicos, timbres e tons, além de organizar essas sonoridades de maneira criativa, transformando-as em ritmos. Espacial Com uma grande capacidade de percepção visual, conseguem criar ideias complexas na mente e manipulá-las em qualquer perspectiva, com associação à matemática e criatividade. É uma das inteligências que pessoas da área das artes plásticas, design e arquitetura manifestam, porém, faz parte também de pilotos, cartógrafos e navegadores.  Corporal-cinestésica São pessoas que têm domínio das capacidades motoras, com ampla capacidade de utilizar o próprio corpo para variadas funções porque tem percepção clara do próprio movimento, resistência, peso e posição corporal. É a inteligência dos atletas, bailarinos, artistas circenses, etc. Intrapessoal Quem tem inteligência intrapessoal consegue atingir um grande autoconhecimento porque consegue compreender as próprias emoções, ideais, motivações e valores. Além disso, não negligenciam pontos de melhoria. Por isso, são aptas para as mais variadas atividades, o que é um grande diferencial na vida. Interpessoal São pessoas que conseguem reconhecer motivações, humor, sentimentos e intenções dos outros. Por isso, pessoas que têm essa inteligência podem manifestar grande empatia e ter facilidade com relacionamentos. São pessoas que conseguem fazer mediação de conflitos, ter uma boa postura de líder e se identificar com as necessidades dos outros. Entre os profissionais que têm essa inteligência estão os professores, terapeutas, atores, vendedores e até políticos. Naturalista Esse tipo de inteligência não foi incluída na primeira fase da teoria das Múltiplas Inteligências. A inteligência naturalista pode ser definida como uma forte ligação entre o indivíduo e o meio ambiente, com sentidos aflorados em relação à natureza e tudo o que nela está, como os animais e plantas. Quem tem essa inteligência se identifica com áreas como a biologia, geologia, agricultura, veterinária, ativistas ambientais, entre outras.  Existencial Outro tipo de inteligência que surgiu em um segundo momento, a existencial carrega a habilidade de refletir sobre questões fundamentais a respeito do propósito do ser humano na Terra. Essa é uma característica de filósofos e muitos líderes espirituais. Como o Colégio Planck entende a Teoria das Múltiplas Inteligências? O Colégio Planck entende hoje que o trabalho que valorize as diferentes visões sobre o indivíduo, que demonstre a importância de uma boa atividade física, psicomotora e que auxilie no reconhecimento corporal, no desenvolvimento de aprendizagens mais complexas e consequentemente de aprendizados mais significativos é o caminho para efetivamente atingir o melhor potencial do estudante.  Valorizar cada passo em busca de uma formação holística, que atenda a diferentes aspectos de desenvolvimento, aprendizagem e formação deve ser o olhar de escolas, famílias e sociedade para a formação de cidadãos mais ativos, independentes, íntegros e criativos. As inteligências múltiplas não se apresentam da mesma forma em um indivíduo, algumas se desenvolvem com maior facilidade e outras requerem ser mais trabalhadas, mas é importante lembrar que todas as inteligências têm o seu valor no desenvolvimento do indivíduo. Sendo assim, o trabalho é aprimorar as inteligências mais desenvolvidas e trabalhar no desenvolvimento das inteligências que apresentam maior fragilidade. Essa é a proposta e o desafio que o Colégio se propõe a realizar em seu trabalho cotidiano com os estudantes. Como detectar cada tipo de inteligência no processo pedagógico?  O processo e compreensão das múltiplas inteligências em um ambiente educacional preparado para reconhecer a individualidade e potencialidades dos estudantes, se dá de maneira orgânica, compreendendo potencialidades e explorando um olhar para as deficiências apresentadas. No Colégio Planck, onde o olhar é individualizado para cada estudante, o trabalho pedagógico visa compreender e trabalhar para garantir a eles mais que os conhecimentos científicos. Assim, é possível atuar nas diferentes formas de inteligências apresentadas nos conceitos desenvolvidos pelos professores de Harvard.  Com um ambiente onde o olhar está direcionado para as relações humanas, para as questões de desenvolvimento social, ambiental e emocional, que são relevantes em diferentes contextos e disciplinas, o Colégio Planck realiza um papel significativo no desenvolvimento das inteligências avaliadas. Para tanto, o Colégio possui algumas “ferramentas” para detectá-las, como atividades complementares e eletivas, que garantem aos estudantes possibilidade de escolha por interesse, tanto de habilidade como para desenvolvimento pessoal, garantindo aos estudantes possibilidades ainda maiores de trabalhar diferentes inteligências e estarem mais preparados para o seu futuro profissional e social. Inteligências são desenvolvidas ao longo da vida As múltiplas inteligências é uma teoria que aborda o ser humano em diferentes etapas de seu desenvolvimento. Desta forma, o trabalho é constante para desenvolver as diferentes habilidades em diferentes momentos da vida.  Assim como não somos seres perfeitos, as inteligências não serão desenvolvidas de forma linear e regular. É importante que seja respeitado o tempo, a condição física e emocional de cada estudante para que suas inteligências sejam desenvolvidas. Neste momento, é importante uma parceria entre família e escola, para que seja ofertado e cobrado do estudante o seu melhor, o melhor que ele for capaz de apresentar em cada uma de suas inteligências.

As inteligências múltiplas não se apresentam da mesma forma em um indivíduo, algumas se desenvolvem com maior facilidade e outras requerem ser mais trabalhadas, mas é importante lembrar que todas as inteligências têm o seu valor no desenvolvimento do indivíduo.

Sendo assim, o trabalho é aprimorar as inteligências mais desenvolvidas e trabalhar no desenvolvimento das inteligências que apresentam maior fragilidade. Essa é a proposta e o desafio que o Colégio se propõe a realizar em seu trabalho cotidiano com os estudantes.

Como detectar cada tipo de inteligência no processo pedagógico? 

O processo e compreensão das múltiplas inteligências em um ambiente educacional preparado para reconhecer a individualidade e potencialidades dos estudantes, se dá de maneira orgânica, compreendendo potencialidades e explorando um olhar para as deficiências apresentadas.

No Colégio Planck, onde o olhar é individualizado para cada estudante, o trabalho pedagógico visa compreender e trabalhar para garantir a eles mais que os conhecimentos científicos. Assim, é possível atuar nas diferentes formas de inteligências apresentadas nos conceitos desenvolvidos pelos professores de Harvard. 

Com um ambiente onde o olhar está direcionado para as relações humanas, para as questões de desenvolvimento social, ambiental e emocional, que são relevantes em diferentes contextos e disciplinas, o Colégio Planck realiza um papel significativo no desenvolvimento das inteligências avaliadas.

Para tanto, o Colégio possui algumas “ferramentas” para detectá-las, como atividades complementares e eletivas, que garantem aos estudantes possibilidade de escolha por interesse, tanto de habilidade como para desenvolvimento pessoal, garantindo aos estudantes possibilidades ainda maiores de trabalhar diferentes inteligências e estarem mais preparados para o seu futuro profissional e social.

ebook como unir cultura maker e design thinking

Inteligências são desenvolvidas ao longo da vida

As múltiplas inteligências é uma teoria que aborda o ser humano em diferentes etapas de seu desenvolvimento. Desta forma, o trabalho é constante para desenvolver as diferentes habilidades em diferentes momentos da vida. 

Assim como não somos seres perfeitos, as inteligências não serão desenvolvidas de forma linear e regular.

É importante que seja respeitado o tempo, a condição física e emocional de cada estudante para que suas inteligências sejam desenvolvidas. Neste momento, é importante uma parceria entre família e escola, para que seja ofertado e cobrado do estudante o seu melhor, o melhor que ele for capaz de apresentar em cada uma de suas inteligências.

➡️ Olimpíada Internacional de Economia

➡️ Protagonismo e Empreendedorismo nos Jovens

Compartilhe:

Leia também:

Translate »